Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Abertura de mercado

O que esperar de câmbio e bolsa no Brasil nesta 5ª-feira (6)

Confira as principais notícias, a agenda e o informe corporativo do dia

06 maio 2021 - 09h27Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - O Ibovespa Futuros abriu em queda e recuava 0,1% perto das 9h10, enquanto o dólar futuro subia 0,21%, a R$ 5,377. Os investidores ficam de olho nas reações em relação à CPI da Covid no Congresso, enquanto a Reforma Tributária é negociada e o país segue com altos números de infecções e mortes pela doença. Ainda, a curva de juros deve seguir a sinalização do Banco Central de voltar a aumentar a taxa básica de juros, Selic, em 0,75% na próxima reunião.

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5), em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, que deixou o cargo após verificar que não teria autonomia para conduzir a pasta.

O ex-ministro, que é médico oncologista, disse que não era de seu conhecimento que o Exército produziu cloroquina para o tratamento de Covid-19 e que sua orientação foi contrária ao uso do medicamento, que poderia apresentar “efeitos colaterais”. Conforme estudos, não há eficácia científica para o uso do medicamento no combate à Covid-19.

O Brasil registrou nesta quarta-feira 2.811 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 414.399, informou o Ministério da Saúde. Também foram contabilizados, de acordo com a pasta, 73.295 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 14.930.183.

Segundo fontes ouvidas pela Folha de S. Paulo, o Palácio do Planalto deu sinal verde ao avanço da Reforma Tributária fatiada em até cinco etapas, começando apenas pela fusão dos impostos federais PIS e Cofins.

Nesta quarta, para conter a escalada mais recente da inflação no Brasil, o Banco Central elevou a Selic de 2,75% para 3,50% ao ano. Esse foi o segundo aumento consecutivo de 0,75 ponto porcentual, em um movimento iniciado em março deste ano. Ao anunciar a decisão, o BC também sinalizou a intenção de promover novo aumento no próximo mês, para 4,25% ao ano.

Lá fora, os futuros Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiam 0,17%, 0,25% e 0,44%, respectivamente, enquanto o (NYSE:EWZ), principal ETF brasileiro negociado no exterior, caía 0,13% no pré-mercado em Nova York.

 

Notícias do dia
Vacinas
- O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que o presidente dos EUA, Joe Biden, em breve enviará doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 ao Brasil.

Milho - Os contratos futuros do milho negociados em Chicago atingiram o maior preço em mais de oito anos nesta quarta-feira, com preocupações com as ofertas globais e a firme demanda continuando a alimentar fortes ganhos.

IR - O presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente o projeto de lei 639/2021, aprovado pela Câmara dos Deputados no último dia 13 de abril, que estendia o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2021 de 31 de maio para 31 de julho.

Ajuda - Com a sanção do Orçamento de 2021, há "algum espaço fiscal" para custear a reedição de medidas do governo para mitigar a crise causada pela Covid-19, afirmou nesta quarta-feira o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano.

 

Agenda do dia
Bolsonaro
- Reunião com Pedro Guimarães, presidente da Caixa, às 10h, reunião com Damares Alves, Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, às 11h, reunião com Pedro Cesar Sousa, Subchefe para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência, às 15h.

Guedes - Reunião com o secretário especial da Receita Federal, José Tostes, às 11h, reunião com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, às 15h, reunião com o ministro da Cidadania, João Roma, às 16h.

Campos Neto - Reunião do Banking and Risk Management Committee (BRC), promovida pelo Banco de Compensações Internacionais, às 8h.

 

Notícias corporativas
Ultrapar
(SA:UGPA3) - A Ultrapar, cujos ativos incluem a rede de postos de Ipiranga e a distribuidora de gás Ultragaz, informou nesta quarta-feira que seu lucro de janeiro a março somou R$ 137,4 milhões, queda de 18,7% ante mesma etapa de 2020.

Engie Brasil - A Engie Brasil Energia (SA:EGIE3) registrou lucro líquido de R$ 529 milhões no primeiro trimestre, alta de 3,3% ante o mesmo período de 2020, informou a companhia nesta quarta-feira.

BV - O BV, marca renovada do Banco Votorantim, obteve nos primeiros três meses desde ano o maior lucro trimestral de sua história. O resultado recorrente foi de R$ 357 milhões, 2,9% superior ao registrado no trimestre anterior e 61,4% superior ao lucro registrado no primeiro trimestre do ano passado.

Totvs (SA:TOTS3) - A Totvs teve alta de 31% no lucro do primeiro trimestre, com impulso de ganhos de clientes em assinaturas de software e de serviços como computação em nuvem. A empresa de tecnologia e produtos de crédito informou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de R$ 80,65 milhões de janeiro a março, acima dos R$ 61,1 milhões um ano antes.

Taesa (SA:TAEE11) - A transmissora de energia elétrica Taesa registrou lucro líquido de R$ 555,9 milhões no primeiro trimestre de 2021, um avanço de 42,1% na comparação anual, informou a companhia nesta quarta-feira em balanço financeiro.

AES Brasil - A geradora de energia AES Brasil registrou lucro líquido de R$ 93 milhões no primeiro trimestre do ano, uma alta de 23% na comparação anual, impulsionado pelo aumento na margem das fontes eólica, solar e hídrica, associado ao bom desempenho operacional dos projetos.

Copel (SA:CPLE6) - A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou no primeiro trimestre de 2021 lucro líquido de R$ 795,174 milhões, o que representa uma alta de 55,6% na comparação anual. O crescimento, segundo a empresa, reflete a maior receita operacional líquida, a equivalência patrimonial e o acréscimo do resultado financeiro.

TIM (SA:TIMS3) Brasil - A TIM Brasil divulgou nesta quarta-feira lucro líquido ajustado de R$ 277 milhões para o primeiro trimestre, um crescimento de 57,9% ante mesmo período do ano passado.

Braskem (SA:BRKM5) - A Braskem teve lucro líquido de R$ 2,5 bilhões de reais de janeiro ao fim de março, revertendo prejuízo bilionário de um ano antes, impulsionada por forte aumento na receita e queda no resultado financeiro negativo.

GPA (SA:PCAR3) - O GPA teve lucro líquido de R$ 127 milhões no primeiro trimestre, ante prejuízo de R$ 119 milhões um ano antes, favorecido por aumento das vendas e redução das despesas.

AB InBev - A AB InBev registrou lucro líquido de US$ 595 milhões no primeiro trimestre de 2021, segundo balanço da empresa divulgado nesta quinta-feira, 6, muito acima do prejuízo líquido de US$ 2,2 bilhões registrado no mesmo período do ano passado, momento do maior golpe do coronavírus sobre a economia global.

Klabin (SA:KLBN11) - A Klabin anunciou nesta quarta-feira que vai instalar uma máquina de papel cartão na segunda fase de construção de sua fábrica no Paraná. A mudança dos planos, que antes previam a produção de papel kraft, exigirá investimento adicional de R$ 2,6 bilhões no projeto.

Bradesco (SA:BBDC4) - O Bradesco anunciou nesta quarta-feira a meta de direcionar R$ 250 bilhões a setores e ativos de impacto socioambiental positivo por meio dos seus negócios até 2025.

Banco do Brasil (SA:BBAS3) - O Banco do Brasil confirmou nesta quarta-feira a indicação de Ieda Cagni para presidir o Conselho de Administração do conglomerado durante o mandato 2021/2023, conforme antecipou mais cedo o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Mercado Livre (NASDAQ:MELI) - O Mercado Livre divulgou nesta quarta-feira um prejuízo líquido de US$ 34 milhões no primeiro trimestre de 2021, ou perda de US$ 0,68 por ação. O trimestre encerrou com um lucro antes de impostos de US$ 9,5 milhões, contra uma perda de US$ 16,7 milhões durante o mesmo período de 2020.

Guararapes - O grupo Guararapes informou nesta quarta-feira, via fato relevante, que lançou a Conta Digital da Midway Financeira. Segundo a empresa, o movimento está em linha com o processo de transformação do modelo de negócios da companhia na direção de se tornar uma grande plataforma digital centrada no cliente.

Bancos - A agência de classificação de risco Moody's vê o avanço da solução de pagamentos do WhatsApp, que pertence ao Facebook, como negativo para o rating dos bancos brasileiros.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: