Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ações

Lojas Renner: baixa mobilidade e investimento no digital pressionam no curto prazo

10 fevereiro 2021 - 17h33Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - A recuperação mais lenta do que a esperada na mobilidade e os altos investimentos para a transformação digital podem representar pressões no curto prazo para a Lojas Renner (SA:LREN3), segundo o UBS, apesar de a proposta de valor do ponto de vista de produtos e acessibilidade 

O banco elevou seu preço-alvo para a ação para R$ 42, de R$ 41 anteriormente, e manteve recomendação Neutra. Por volta das 17h30 desta quarta-feira (10), o papel operava em queda de 2,52%, a R$ 39,86, na mesma direção do Ibovespa, que caía 0,65%, aos 118.694 pontos. Desde a abertura, a máxima registrada pela ação foi de R$ 40,86 e a mínima, de R$ 39,58, com R$ 252,93 milhões em volume negociado.

A Renner tem conquistado aumentos sequenciais de sua participação no total de tráfego e gastos do varejo devido a sua proposta de valor atrativa para os consumidores dos pontos de vista de produtos, com uma vasta oferta de itens da moda, e acessibilidade, por meio de vendas e promoção. 

As pressões de curto prazo, no entanto, devem limitar o ritmo de recuperação das vendas. Assim, o Goldman Sachs diminuiu sua projeção de vendas no varejo em 3% e 1% para 2020 e 2021, respectivamente, mantendo sua estimativa de R$ 10,8 bilhões em 2022, quando a maturação digital, as operações online to offline e a recuperação macroeconômica devem apoiar uma expansão das margens.

A expectativa do banco de lucro por ação para 2021 foi rebaixada em 6%, para R$ 1,45, mas a de 2022 foi aumentada em 2%, para R$ 1,91.

Para o balanço do quarto trimestre de 2020, as estimativas são de 0% de vendas nas mesmas lojas, versus -17% no 3T, e uma recuperação mais fraca no segmento financeiro conforme o portfólio de crédito se normaliza, o que implica em um crescimento de vendas de -2% ano a ano, a R$ 3,1 bilhões.

A margem bruta, estimada em 56%, deve seguir pressionada pelo câmbio e pela maior atividade promocional. Além disso, a margem Ebitda é projetada em 23%; o Ebitda de serviços finaneieiros, em R$ 66 milhões; e o NI, em R$ 350 milhões.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: