segunda, 17 de janeiro de 2022
[Square Banner - Mobile Topo 2] [300x250] [mobile] - Assessoria Ipê Investimentos 2022
[SpaceNow Desktop] [200x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
[SpaceNow Mobile] [150x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
Decisão judicial

Juiz determina que Uefa arquive sanções contra clubes fundadores da Superliga em até cinco dias

Magistrado considerou que ação da entidade possui "caráter monopolista contrário à livre concorrência no mercado de futebol"

22 setembro 2021 - 09h05Por Redação SpaceMoney
[Billboard Topo 2] [970x250] [pagina-inicial] - Melhores oportunidades 2022
UefaUefa - Crédito: Reprodução

Através de ordem judicial, o juiz espanhol Manuel Ruiz de Lara determinou que a Uefa arquive todas as sanções e processos disciplinares abertos contra os clubes que estiveram envolvidos com o projeto da Superliga Europeia em até cinco dias.

Em caso de descumprimento, o presidente da entidade que rege o futebol europeu, Aleksander Ceferin, poderá ser preso por desobediência.

Barcelona, Real Madrid e Juventus passaram a ser ameaçados pela Uefa por não desistirem da ideia e manterem o apoio ao projeto da Superliga Europeia, competição que rivalizaria com a Champions League.

[04] [Square Detalhe Notícia] [300x250] [geral] Melhores investimentos 2022

A decisão do magistrado, válida em todo território europeu, prevê que a Uefa precisa oficializar, em seu site, os procedimentos de anulação das sanções contra esses três clubes.

A principal alegação do magistrado foi que a ação da entidade possui “caráter monopolista contrário à livre concorrência no mercado de futebol”.

Essa não é a primeira intervenção do juiz no caso. Em abril deste ano, uma decisão de Manuel proibiu a Fifa e a Uefa de punirem os clubes fundadores da Superliga.

*Com informações da AP News

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content