quarta, 26 de janeiro de 2022
[Square Banner - Mobile Topo 2] [300x250] [mobile] - Assessoria Ipê Investimentos 2022
[SpaceNow Desktop] [200x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
[SpaceNow Mobile] [150x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
Balanços

JHSF: Ação sobe após resultado forte para o segundo trimestre

Depois da divulgação, a XP Investimentos reiterou sua recomendação de Compra para o papel, assim como a Mirae Asset, com preços-alvo de, respectivamente, R$ 9,70 e R$ 10,22

06 agosto 2021 - 13h48Por Investing.com
[Billboard Topo 2] [970x250] [pagina-inicial] - Melhores oportunidades 2022

Por Ana Julia Mezzadri, do Investing.com - As ações da JHSF (SA:JHSF3) operavam em alta  de 3,97% por volta das 13h40 (horário de Brasília) desta sexta-feira (6), a R$ R$ 7,85, depois de a companhia ter divulgado números fortes para o segundo trimestre deste ano.  O Ibovespa, por sua vez, operava a 123.003 pontos, alta de 1,13%

Depois da divulgação, a XP Investimentos reiterou sua recomendação de Compra para o papel, assim como a Mirae Asset, com preços-alvo de, respectivamente, R$ 9,70 e R$ 10,22.

“No geral foi um bom resultado, mantendo forte crescimento em praticamente todos os segmentos e esperamos resultados ainda melhores ao longo de 2021, com a recuperação da economia e ainda por conta das restrições de viagens ao exterior, beneficiando o público dos segmentos da JHSF”, comenta a Mirae.

[04] [Square Detalhe Notícia] [300x250] [geral] Melhores investimentos 2022

A receita reportada pela JHSF foi de R$ 662 milhões, alta de 163% em relação ao 2T20 e 16% acima da projeção da XP, enquanto o Ebitda ajustado ficou em R$ 444 milhões, 22% acima da XP e 159% superior na comparação anual. O lucro líquido, por sua vez, foi de R$ 321 milhões, +16% a/a e 7% acima da expectativa da XP. 

A alta no resultado da companhia foi causada, principalmente, pelo maior reconhecimento da receita do segmento residencial, impulsionado pelas vendas do Complexo Boa Vista e da venda de um terreno no Catarina Town, ambos no interior de São Paulo. A receita de incorporação foi de R$ 559,7 milhões (+139%),

O desempenho do segmento de shoppings também foi positivo, com alta de 19% nas vendas na comparação anual. A taxa de ocupação permaneceu praticamente estável a 95,8%, enquanto as vendas nas mesmas lojas subiram 11,5% e o aluguel 8,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita do segmento foi de R$ 50,7 milhões (+479%).

Em relação aos outros braços da empresa, o segmento de hospitalidade e gastronomia registrou receita de R 44,6%, alta de 728% na comparação anual; e a receita do aeroporto foi de R$ 7,3 milhões (+86%).

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content