terça, 30 de novembro de 2021
Ações

JBS cai após balanço; analistas elogiam desempenho nos EUA com melhora da pandemia

Para os analistas do BTG Pactual, os resultados da companhia nos EUA foram "impressionantes"

13 maio 2021 - 14h43Por Investing.com
Campanha Black Friday 2021 - Warren

Por Ana Carolina Siedschlag, do Investing.com - As ações da JBS (SA:JBSS3) caíam 1,69% nesta quinta-feira (13), mesmo após a companhia apresentar lucro líquido de R$ 2,045 bilhões, ou R$ 0,81 por ação, revertendo o prejuízo líquido de R$ 5,933 bilhões verificado em igual período de 2020.

Perto das 14h42, os papéis eram negociados a R$ 30,75, com alta acumulada de 2,39% nos últimos trinta dias e de 45% nas últimas 52 semanas.

Para os analistas do BTG Pactual, os resultados da companhia nos EUA foram “impressionantes”, com uma demanda mais forte do que o esperado e oferta restrita levando os preços a subir e compensando amplamente o ambiente de custo desfavorável.

Eles citam o segmento de carne suína nos EUA, em que a margem EBITDA veio 370 pontos-base acima da expectativa, enquanto a carne bovina também continuou a se beneficiar do cenário cíclico favorável.

No Brasil, os analistas destacam que a JBS ficou para trás graças ao aumento do custo do gado, embora a receita tenha crescido 41%na base anual com volumes de carne bovina surpreendentemente positivos, apesar dos abates da indústria mais baixos.

Eles apontam que a JBS segue negociando descontada em relação aos pares e que a continuação do programa de recompra de ações é “música para os ouvidos” por garantir maior distribuição de dividendos aos acionistas.

Com isso, mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 36.

Ativa Investimentos

Já a Ativa Investimentos escreve que os resultados ficaram acima das expectativas, mesmo em um trimestre sazonalmente ruim para a companhia, com forte expansão de receitas nas principais linhas de negócios devido sobretudo ao aumento de preço das proteínas.

Eles também destacaram a operação americana, sustentada pela franca recuperação da economia, com a volta das operações de restaurantes e força do varejo. A empresa também apresentou bons resultados de exportações tanto das operações brasileiras quanto das internacionais, com aumento de participação de mercado nas exportações para a China, apontam.

No entanto, do lado negativo, eles reiteram a redução das margens brutas das operações domésticas, em função da escalada dos preços da arroba bovina e de grãos, que impactaram negativamente a operação da companhia.

Ainda assim, eles acreditam que o portfólio diversificado e a atuação global são fortes vantagens competitivas da empresa, reduzindo a volatilidade de resultados e facilitando o repasse de preços.

Eles veem a JBS bem posicionada para capturar ganhos em todos os mercados em que atua, com a recuperação da pandemia no Brasil melhorando a demanda interna, além de diminuir a pressão de custos.

Com isso, mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 32,50.

Mirae Asset

Os analistas da Mirae Asset, por sua vez, também apontaram para o forte resultado operacional principalmente no segmento de carne bovina e pelo resultado da JBS EUA e Seara.

Eles esperam que a demanda global continue forte, principalmente na Ásia, beneficiando a empresa com preços elevados e real depreciado. Com isso, mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 42.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content