domingo, 07 de agosto de 2022
[E-BOOK - COMO INVESTIR 50K - SPACENOW DESKTOP - 200X74]
Artigo

Investindo com sabedoria em períodos de incerteza

Vale a pena identificar setores mais resilientes quando a economia vai mal

07 dezembro 2021 - 11h26Por Rodrigo Fiszman

O cenário econômico brasileiro está se tornando cada vez mais volátil e incerto, o que se torna um desafio para os investidores. Mas os momentos desafiadores da conjuntura geralmente não são iguais para todos. Por isso, nesses cenários, o foco do investidor que atua em private equity e venture capital deve ser nos setores resilientes da economia.
 
Para encontrá-los, o primeiro passo é analisar dados setoriais em comparação com a atividade econômica como um todo. Os setores resilientes apresentam uma baixa oscilação de performance quando os indicadores econômicos vão mal.
 
Isso se deve a diferentes fatores. Um deles é atender a demandas da sociedade que permanecem estáveis em diferentes cenários. Um exemplo são os negócios relacionados a casamentos. Independentemente da atividade econômica, as pessoas continuam se casando. De acordo com o IBGE, entre os anos de 2016 e 2019 o número de casamentos no Brasil permaneceu estável em torno de 1 milhão por ano, e só caiu em 2020 por conta do isolamento social, e não da economia.
 
Por isso, a demanda por serviços relacionados a casamentos tende a permanecer estável. Buffets, venda e aluguel de vestidos de noiva, música, turismo de lua de mel e outros são serviços cujas demandas tendem a acompanhar essa estabilidade. O que costuma variar, nesses casos, é o ticket médio dos serviços, mas empresas com gestão excelente conseguem manter suas margens mesmo com tickets menores.
 
Outro exemplo é o mercado de animais de estimação (mercado Pet/Vet). O Brasil hoje é o 2º maior mercado Pet em número de cães e gatos, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Dado que o pet passou a fazer “parte da família”, vemos o setor como extremamente resiliente, onde nos momentos de crise há a substituição de produtos mais caros, mas não a retirada de 100% do orçamento.

Redução de custo

Outro fator que torna um setor resiliente é a sua capacidade de prover economias ao mercado em momentos de crise. Cenários de pressão de custos estimulam as empresas a reduzirem seus custos, seja procurando alternativas de insumos, seja reduzindo desperdícios.
 
Nesses momentos, soluções tecnológicas que otimizem processos, ou fornecedores de matérias-primas substitutas de soluções mais caras, mas com a mesma performance, têm a oportunidade de expandir seus resultados. Especialmente se o payback da solução for curto, mesmo em cenário de demanda menor.
 
O mesmo raciocínio vale para as famílias. Soluções que otimizem os custos das pessoas têm oportunidade de crescer em cenários desafiadores. Por exemplo, uma empresa que disrupte a cadeia de frutas, legumes e verduras, vendendo 100% online a preços mais acessíveis e com produtos de melhor qualidade do que supermercados tradicionais, tornando-se assim uma opção interessante de consumo.
 
Para o investidor, identificar e investir nesses setores mais resilientes é uma oportunidade de reduzir a exposição do seu portfólio às oscilações da economia em geral. Esses negócios têm o potencial de entregar taxas de crescimento relevantes no longo prazo, a partir da soma de ganhos estáveis no curto prazo.

A opinião e as informações contidas neste artigo são responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a visão da SpaceMoney.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: