Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
EUA

ING: inflação americana coloca posição do Fed em dúvida; juros podem subir no 1T23

A alta de 0,8% na inflação dos EUA em abril, acima do consenso de 0,2% e o maior avanço mensal desde setembro de 2009

12 maio 2021 - 16h54Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Há evidências de que a inflação ocasiada pela disrupção da oferta de alguns produtos está se difundindo pela cadeia de preços americanas, aumentando as dúvidas de que o Federal Reserve manterá o posicionamento de elevar as taxas de juros somente em 2024, disseram analistas do ING em relatório.

Segundo eles, em documento publicado nesta quarta-feira (12), a alta de 0,8% na inflação dos EUA em abril, acima do consenso de 0,2% e o maior avanço mensal desde setembro de 2009, foi impulsionado surpreendentemente pelos maiores preços de carros usados, que subiram 10% no período.

A maior procura por esse segmento pode ser explicada pela dificuldade que a indústria automotiva enfrenta no abastecimento de semicondutores para a produção de novos carros, apontam os analistas.

Para eles, a inflação deve continuar em trajetória de alta, considerando o avanço dos preços das commodities e dos fretes, combinados com estoques em baixa e falta de mão de obra no mercado por conta da pandemia ainda trazendo efeitos de lockdown em algumas regiões.

Eles orientam que investidores fiquem de olho nos preços de casas e aluguel principalmente no segundo semestre, quando a maior parte dos contratos deve ser atualizada.

Se comprovada a retomada da economia e do pleno emprego, com inflação em alta, os analistas acreditam que o Fed possa elevar as taxas de juros a partir do primeiro trimestre de 2023, em vez do início de 2024, como projetado pela autarquia.

Tags: EUA, FED, ING

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: