Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Commodities

IBGE reduz levemente estimativa de safra de café do Brasil 2021

Na comparação com 2020, quando a safra foi recorde, a queda é de 21,2%. Em 2021, as lavouras de arábica atravessam o período bianual de baixa produtividade, problema que foi acentuado com a seca

09 setembro 2021 - 12h05Por Reuters

Por Roberto Samora, da Reuters - A produção brasileira de café em 2021, já com colheita na reta final, foi estimada nesta quinta-feira em 48,9 milhões de sacas de 60 kg, declínio de 0,3% em relação ao levantamento do mês anterior, apontou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com 2020, quando a safra foi recorde, a queda é de 21,2%. Em 2021, as lavouras de arábica atravessam o período bianual de baixa produtividade, problema que foi acentuado com a seca.

A produção de café arábica foi estimada em 33,6 milhões de sacas de 60 kg, decréscimo de 0,4% em relação ao mês anterior, e declínio de 29,6% na comparação com 2020.

Separadamente, a Cooxupé, maior cooperativa de produtores do Brasil, divulgou dados sobre o andamento da colheita na sua região, cujo foco é o arábica.

Segundo a Cooxupé, a colheita de café dos cooperados da Cooxupé havia atingido 94,19% da área até 3 de setembro, mantendo atraso ante o mesmo período do ano passado.

Na mesma época de 2020, os cooperados já haviam colhido 94,78% da área, enquanto na última safra de baixa (2019) a colheita havia atingido 98,69% até o início de setembro.

Para o café canéfora, conhecido como conilon no Brasil, a estimativa da produção do IBGE foi de 15,3 milhões de sacas de 60 kg, crescimento de 6,3% em relação a 2020.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: