domingo, 28 de novembro de 2021
"Efeito Telegram"

Grupo de short squeeze de IRB reúne 20 mil membros no Telegram; CVM monitora

28 janeiro 2021 - 16h28Por Investing.com
Campanha Black Friday 2021 - Warren

Por Ana Carolina Siedschlag e Vinicius Carvalhosa, da Investing.com - O “efeito Reddit” virou “efeito Telegram” por aqui e impulsionava as ações do IRB Brasil (SA:IRBR3) após a criação de um grupo no aplicativo de mensagens que visa um movimento de short squeeze forçado contra investidores vendidos na ação, na onda da disparada da americana GameStop (NYSE:GME) que chacoalhou Wall Street esta semana.

Perto das 16h30, os papéis do IRB Brasil subiam 14,30%, a R$ 7,43, na liderança do pregão da B3 (SA:B3SA3), com o movimento também promovido em redes sociais como o Twitter e o próprio Reddit.

No início da tarde desta quinta-feira (28), o grupo brasileiro no Telegram “Short Squeeze IRB” contava com 20 mil membros e mantinha uma mensagem fixada pelo criador, “SS IRB”, com o disclaimer de que as postagens “não representam ordens de compra ou venda de ações, tampouco visam o benefício individual de pessoas ou manipulação de mercado”.

Mais cedo, o mesmo membro pediu que as postagens fossem adaptadas conforme as normas do mercado para evitar “qualquer dificuldade com a CVM”, a Comissão de Valores Mobiliários.

Em resposta ao Investing.com, a CVM disse que acompanha e analisa informações e movimentações envolvendo companhias abertas, “tomando as medidas cabíveis, sempre que necessário”, e que “possíveis casos concretos” envolvendo a movimentação nos grupos serão avaliados individualmente e podem ser passíveis de punições.

Entenda o caso

Uma ação coordenada por investidores de varejo americanos, ou investidores pessoa física, nas últimas semanas culminou com um short squeeze de 134% da GameStop nesta quarta-feira (27), levando prejuízos milionários a fundos de hedge vendidos na ação.

O short squeeze é um rápido aumento no preço de uma ação por conta, principalmente, de fatores técnicos, com o objetivo de levar investidores com posições vendidas a terem que comprar os papéis de uma companhia.

Os investidores com posição vendida, ou vendidos a descoberto, operam alugando as ações de outro investidor que não quer se desfazer da posição comprada.

Eles então colocam o papel alugado à venda no mercado, na aposta de que o ativo irá cair no curto prazo. Se isso se concretizar, o emprestador consegue comprar a ação de volta a um preço mais barato, paga o empréstimo com a diferença e ainda obtém lucro.

Com o movimento forçado pelas redes sociais, explica Marcio Loréga, analista técnico da Ativa Investimentos, os investidores comprados nas ações estão pedindo a liquidação antecipada desses contratos de aluguel, o que enxuga a oferta e obrigada os investidores vendidos a comprarem as ações a preço de mercado, ou mais caro do que eles venderam inicialmente.

“Isso mexe, se já não com o bolso, mas com o psicológico dos investidores”, diz.

No Telegram brasileiro, há também grupos públicos promovendo movimentos de short squeeze com Cogna (SA:COGN3), Cemig (SA:CMIG4) e GPC Participações, todos com menos de 500 membros.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content