Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar corporativo

Frigoríficos e papeleiras lideram ganhos com dólar em alta; Petz em leilão

18 dezembro 2020 - 11h08Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag e Leandro Manzoni, da Investing.com - A alta do dólar impulsiona os papéis de frigoríficos no Ibovespa na abertura. Klabin (SA:KLBN11) lidera alta, subindo 4,58%, seguida por Suzano (SA:SUZB3) e Marfrig (SA:MRFG3). Na ponta oposta, CVC lidera as perdas. Confira o movimento das ações na primeira hora de negociação:

Vale (SA:VALE3) - A quarta audiência de conciliação entre a Vale, o estado de Minas Gerais e instituições de Justiça, realizada nesta quinta-feira, terminou sem consenso, jogando uma definição para 2021. A empresa e as autoridades tentam costurar um acordo para encerrar uma ação bilionária referente à tragédia de Brumadinho, de janeiro de 2019. Os papéis subiam 0,81%, a R$ 87,91.

Cosan (SA:CSAN3) - A Cosan informou nesta quinta-feira ter sido notificada pelo seu acionista controlador, Rubens Ometto Mello, sobre a realização de um acordo com a gestora de recursos Dynamo, que terá direito de participar da indicação de um membro independente do Conselho de administração da companhia. A ação subia 0,16%, a R$ 77,54.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras assinou contrato para venda de sua participação em 14 campos terrestres de exploração e produção de petróleo e gás natural, denominados Polo Recôncavo. Os papéis preferenciais da estatal caíam 0,14%, a R$ 28,14, seguindo a queda do petróleo no exterior.

Qualicorp (SA:QUAL3) - A Qualicorp anunciou nesta quinta-feira que ampliou sua parceria comercial com a Notre Dame Intermédica (SA:GNDI3) para venda de produtos em todos os canais da Quali. A ação subia 0,74%, a R$ 35,43,

Eneva (SA:ENEV3) - O Conselho de Administração da Eneva aprovou nesta quinta-feira um programa de recompras de ações de sua própria emissão, que envolverá até 1,07 milhão de papéis, informou a companhia em fato relevante. Os papéis subiam 0,79%, a R$ 57,16.

Sanepar (SA:SAPR11) - A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) fechou um convênio com a usina de Itaipu e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil para implementar e ampliar sistemas sustentáveis de esgotamento sanitário. A ação preferencial subia 0,39%, a R$ 5,17.

Usiminas (SA:USIM5) - O conselho de administração da Usiminas aprovou nesta quinta-feira a retomada da operação do alto-forno 2 da usina de Ipatinga, que está prevista para junho de 2021, com um investimento de aproximadamente R$ 67 milhões. Os papéis subiam 3,35%, a R$ 14,17.

CCR (SA:CCRO3) - A CCR comunicou nesta quinta-feira, por meio de fato relevante, que a Controladoria-Geral do Paraná revogou a resolução que determinava a suspensão temporária do direito da Rodonorte, sua controlada, de participar de novas licitações e celebrar novos contratos com a Administração Pública do Estado. A ação subia 0,81%, a R$ 13,63.

Banco Pan - O Conselho de Administração do Banco Pan (SA:BPAN4) aprovou o pagamento de R$ 246,1 milhões em juros sobre capital próprio, no valor de R$ 0,20424755369 por ação, em 26 de fevereiro de 2021. Os papéis subiam 0,8%, a R$ 10,09.

AES Brasil - A AES Tietê (SA:TIET11) informou nesta sexta-feira aprovação pelo conselho de administração de proposta de reorganização societária na qual haverá a incorporação das ações de emissão da companhia pela AES Brasil Energia, ampliando capacidade de crescimento da nova holding, além da alavancagem do grupo. As ações subiam 0,18%, a R$ 16,30.

Banco BMG - O Conselho de Administração do Banco BMG (SA:BMGB4) aprovou o pagamento de R$ 85 milhões em juros sobre capital próprio, no valor de R$ 0,1437 por ação, em 30 de abril de 2021. Os papéis subiam 1,47%, a R$ 5,51.

Petz - O Conselho de Administração da Petz (SA:PETZ3) aprovou o pagamento de R$ 12,3 milhões em juros sobre capital próprio, no valor de R$ 0,033149 por ação, em data a ser definida pela Assembleia Geral. Os papéis ainda não estavam sob negociação.

CVC Brasil - A CVC Brasil (SA:CVCB3) comunicou nesta sexta-feira que vai descontinuar as operações de sua subsidiária Almundo no México e na Colômbia, que atuam exclusivamente no segmento online, citando baixo volume de vendas e efeito da pandemia da Covid-19. Os papéis recuavam 1,61% a R$ 20,80.

Com informações da Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: