Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Expectativas do dia

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 27 de abril

27 abril 2021 - 08h58Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os investidores brasileiros começam a se voltar para as conversas sobre a Reforma Tributária, cujo texto inicial deve chegar ao Congresso na próxima segunda-feira (3). A Tesla relatou lucros recordes, que foram, no entanto, inteiramente devido às vendas de créditos de emissões e ganhos especulativos em Bitcoin.

O Federal Reserve inicia a reunião de dois dias em meio a sinais crescentes de uma recuperação global. A temporada de balanços atinge o pico com as blue-chips industriais logo antes da abertura e a Microsoft (SA:MSFT34) (NASDAQ:MSFT) e a Alphabet (SA:GOGL34) (NASDAQ:GOOGL) após o fechamento.

A alta nas commodities continua e ainda leva o petróleo bruto junto, à frente dos dados de estoque dos EUA que serão entregues mais tarde.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 27 de abril.

1. Reformas e CPI no Congresso
O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, disse ontem que o primeiro relatório da reforma tributária será apresentado até a próxima segunda-feira (3). O parlamentar divulgou a data após se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na residência oficial da Câmara, e não descartou a possibilidade de fatiar o texto.

Lira disse ter enviado um ofício ao deputado Agnaldo Ribeiro (PP-PB), relator da reforma tributária na comissão especial, com a data limite e prometeu engajamento institucional da Câmara dos Deputados para fazer a proposta avançar.

Enquanto isso, a Justiça Federal do Distrito Federal concedeu liminar para determinar que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) não poderá ser nomeado relator da CPI da Covid, na véspera da instalação da comissão de inquérito que investigará a atuação do governo no enfrentamento à pandemia de coronavírus.

Na decisão, o juiz Charles Renaud Frazao de Moraes atendeu a pedido da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), aliada do presidente Jair Bolsonaro, para barrar a escolha de Renan para o cargo.

2. Lucros recordes da Tesla decepcionam
A Tesla (SA:TSLA34) (NASDAQ:TSLA) relatou lucro recorde para o primeiro trimestre, mas as ações caíram 2% nas negociações após o fechamento do mercado devido a preocupações sobre a lucratividade de seu negócio de fabricação de automóveis. O lucro líquido reportado de US$ 438 milhões foi inferior aos US$ 509 milhões esperados.

As perdas operacionais foram mascaradas por US$ 518 milhões em vendas de créditos regulatórios e um ganho de US$ 101 milhões na venda de cerca de 10% dos US$ 1,5 bilhão em Bitcoin. Enquanto as entregas mais do que dobraram, a receita aumentou "apenas" 74%, já que o Modelo 3 de margem inferior foi responsável por uma parcela crescente do mix de vendas.

Mesmo assim, o Goldman Sachs (SA:GSGI34) (NYSE:GS) elevou o preço-alvo da ação para US$ 860 com base nos resultados.

3. Reunião do Fed começa com expectativas em alta
O Federal Reserve dá início a uma reunião de dois dias que não deve trazer nenhuma mudança na política, mas pode produzir uma alteração na ênfase da orientação do Fed, à medida que os sinais de uma recuperação se tornam cada vez mais claros.

Segundo o Monitor da Taxa de Juros do Fed do Investing.com, a probabilidade de manutenção da taxa de juros no intervalo entre 0-0,25% é de 93,1%, contra uma possibilidade pequena de 6,8% de uma redução para níveis negativos entre -0,25-0%.

Os investidores aguardam a decisão do Fed para guiar os negócios. Nesta terça-feira, os contratos futuros dos principais índices de Wall Street operavam estáveis, com leve alta de 0,01%, 0,08% e 0,09% para Dow Jones Futuros, S&P 500 Futuros e Nasdaq Futuros, respectivamente.

Dois dos que nos últimos anos têm sido os bancos centrais mais sombrios do mundo deram o tom da noite para o dia: tanto o Banco do Japão e o Riksbank sueco elevaram suas perspectivas (embora nenhum deles tenha tirado o pé do pedal de estímulo) . Além disso, a Coreia do Sul relatou um crescimento mais forte do que o esperado de 1,6% e a confiança nos negócios italianos atingiu o nível mais alto em três anos.

4. Palladium atinge novo recorde à medida que a corrida de commodities continua
A alta das commodities continua, com os futuros do Palladium atingindo um novo recorde de US$ 2.951, em resposta à demanda de uma indústria automotiva ressurgente que - conforme indicado pelas vendas de créditos regulatórios da Tesla - ainda precisa trabalhar mais na redução de emissões.

Enquanto isso, Milho e os futuros do trigo, em particular, foram ajudados pelos sinais das contínuas condições de seca aqui no Brasil, grande produtor de ambos os grãos.

Os futuros do cobre também atingiram um novo recorde de 10 anos - outra expressão indireta do boom dos veículos elétricos - enquanto os futuros americanos da soja e do milho subiram mais de 3,5% nas negociações desta madrugada.

5. Opep revisa previsões de demanda para cima
Em contraste com a segunda-feira, os preços do petróleo bruto se juntaram à alta geral das commodities, com base em uma previsão otimista para a demanda de petróleo de especialistas técnicos da Opep antes da reunião ministerial com a Rússia e outros na quarta-feira.

Às 8h40, os futuros do WTI subiam 0,69%, a US$ 62,34 o barril, enquanto os futuros do Brent avançavam 0,72%, a US$ 65,50. O sentimento no setor também foi ajudado pela declaração da BP (SA:B1PP34) (NYSE:BP) de que retomará as recompras de ações no terceiro trimestre, confiante de que pode gerar fluxo de caixa livre em preços acima de US$ 45.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: