Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Mercado imobiliário

FIIs: Cenário desafiador cria ponto de entrada, diz Inter; confira recomendações

Alta dos juros, na análise do banco, significa um desafio para o mercado de fundos imobiliários

27 setembro 2021 - 19h41Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - Apesar do cenário desafiador criado pela alta dos juros, pela vacância e pela lenta recomposição dos aluguéis, o Banco Inter acredita que os fundos imobiliários devem se recuperar nos próximos meses, e que os descontos atuais criam pontos de entrada interessantes, segundo relatório distribuído nesta segunda-feira (27).

A alta dos juros, na análise do banco, significa um desafio para o mercado de fundos imobiliários. Isso foi refletido, por exemplo, na queda dos fundos de tijolo neste mês. Para além da alta da Selic, também a vacância tem prejudicado os fundos.

O Inter menciona ainda a lenta recomposição dos aluguéis como fator que tem derrubado os fundos. No entanto, segundo o banco, a correção pela inflação deve ser retomada gradualmente “à medida que os contratos são renovados com a retomada dos setores mais afetados pela crise”. Isso, para o Inter, cria um ponto de entrada interessante.

Em outras palavras, o banco aponta que, historicamente, os fundos imobiliários tendem a acompanhar o desempenho da inflação. Ainda que a aceleração do IPCA não tenha sido refletido na correção dos aluguéis nos últimos meses, a expectativa do banco é que, no longo prazo, os FIIs sigam representando proteção contra a alta dos preços.

Outros pontos levantados pelo Inter foram as altas no volume negociado e nas ofertas.

“Lembramos que a volatilidade é inerente ao mercado de FIIs e o investidor deve manter um horizonte de investimento mais longo para a alocação que consideramos estratégica nessa classe de ativos”, ressalta o relatório.

Carteira Recomendada

Considerando todos os pontos levantados, o Inter manteve sua carteira recomendada de fundos imobiliários inalterada para o mês.

Entre os fundos de lajes corporativas e de shoppings, que continuam negociados com desconto mesmo frente à perspectiva de recuperação com a normalização do varejo, o banco recomenda o CSHG Real Estate (SA:HGRE11), o Hedge Brasil Shopping (SA:HGBS11) e o Vinci Shopping Centers (SA:VISC11).

Em fundos de fundos, que foram o destaque negativo nos últimos dois meses e são negociados com grandes descontos, que tendem a ser corrigidos, as escolhas são o Hedge Top FOFII 3 (SA:HFOF11) e o RBR Alpha Fundo de Fundo (SA:RBRF11).

Finalmente, para galpões logísticos, a escolha é o Log CP Inter (SA:LGCP11), enquanto no segmento de títulos e valores mobiliários o banco recomenda o Kinea Índice de Preços (SA:KNIP11) e o RBR Rendimento High Grad (SA:RBRR11).

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: