Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Sinergia

Equatorial (SA:EQTL3): Concessão da Caesa é complicada, mas analistas esperam bons resultados

Interpretação é que ainda é cedo para avaliar resultados além dos ganhos de sinergia

03 setembro 2021 - 15h31Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Os analistas avaliaram de forma positiva a Equatorial (SA:EQTL3) ter arrematado a concessão da Caesa, junto com a Sam Ambiental. A interpretação é que, apesar de ser um negócio complicado, ainda é cedo para avaliar resultados além dos ganhos de sinergia. Próximo das 15h, as ações recuavam 3,73%, a R$ 25,05.

O leilão foi fortemente disputado e o consórcio venceu com o valor de R$ 930 milhões e ágio de 1.760%. Com apenas 35% do Amapá recebendo tratamento de água e 7% recebendo esgoto, a estimativa é que será preciso investir R$ 3 bilhões durante o período de 35 anos de contrato para universalização dos serviços na região. A Equatorial acredita ser capaz de reduzir em 30% as perdas da Caesa no 9º ano de concessão investindo na rede.

Goldman Sachs, Bank of America e a Ativa Investimentos recomendam a compra da ação, com preços-alvos de R$ 30, R$ 28 e R$ 27, respectivamente.

A concessão representa a entrada da Equatorial no segmento de saneamento e, para a Ativa, esse é um negócio naturalmente desafiador pelos fortes índices de inadimplência e perdas que a Caesa apresenta. O relatório indica que os analistas da casa acreditam que a captura de retornos na casa de low double digit, como a Equatorial pretende, será complexa.

Ainda assim, junto com a experiência da Sam Ambiental na parte de execução, a Equatorial deve ser capaz de atuar na Caesa para melhorar qualitativamente os atributos gerenciais da concessão e gerir bem a parte financeira, segundo a Ativa.

O Bank of America acha que é muito cedo para preocupações, apesar dos cálculos preliminares apresentarem retornos apertados. Eles estão confiantes na habilidade da Equatorial em alocar capital e de conseguir bons resultados em aquisições que parecem pouco atraentes a princípio, como CEEE e Cepisa.

Na visão do Goldman Sach, operadores eficientes como a Equatorial podem atingir desempenho significativo e alcançar metas com capex inferior ao estimado nos estudos preliminares em que as privatizações se baseiam. Além disso, a empresa possui um valuation atraente em uma visão de longo prazo.

A Mirae foi a única que manteve a recomendação como neutra, por achar que não haverá um impacto no preço da ação no momento.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: