Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Previna-se

É golpe? Conheça as fraudes mais comuns em consórcio e como evitá-las

01 março 2021 - 16h46Por Redação SpaceMoney

O setor de consórcio teve crescimento de 4,9% em 2020, segundo a Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio), atingindo 2,77 milhões de cotas vendidas entre janeiro e novembro do ano passado. Já são mais de 7,7 milhões de participantes ativos e um total de R$ 150 bilhões registrados em volume de crédito comercializado nos primeiros 11 meses de 2020. 

Apesar das boas notícias, esse aumento pode virar prejuízo para pessoas que não entendem do assunto e querem se arriscar nesse novo empreendimento. Assim, golpistas se aproveitam da informalidade do mercado e da falta de informação da população para aplicar fraudes e roubar milhares, com prejuízos calculados de até R$ 80 e mais de 100 mil reais para as vítimas. 

Alexandre Gomes, sócio-diretor da Consorciei, startup que auxilia consorciados desistentes, afirma que é preciso tomar uma série de cuidados para não cair em golpes e ressalta as armadilhas mais comuns na hora de fazer uma aquisição no setor. 

Promessa de contemplação

Alguns vendedores tentam "empurrar" o produto a pessoas menos interessadas garantindo que elas serão contempladas. Vale ressaltar não só que a contemplação é incerta, tanto nos casos de sorteio, como por lances. Mesmo com a conta contemplada, a compra do bem passa por uma análise de crédito tão rigorosa quanto a análise de um financiamento. Afinal, se não tiver quitado sua cota com o lance, o consorciado precisará, assim como no financiamento, deixar o bem como garantia e seguir com o pagamento das parcelas. 

Cota contemplada

Tomar cuidado ao comprar uma cota já contemplada de alguém. É importante garantir que os dados da cota estão corretos e a transferência será de fato feita, antes de realizar qualquer pagamento. 

Contemplação é diferente de Quitação

Algumas pessoas tentam vender ou revender o consórcio ativo ou contemplando dizendo que "contemplou, quitou", ou seja, a pessoa que está sendo enganada passa a acreditar que comprando uma cota contemplada ela já está quitada, o que não é verdade. Embora você possa dar um lance de contemplação que também quite o consórcio, caso o lance seja menor que o saldo devedor ou você tenha sido contemplado por sorteio, ainda precisa pagar as parcelas restantes. A contemplação não te isenta do pagamento do restante do consórcio. O cliente deverá continuar a pagar as prestações e o bem adquirido ficará em garantia. 

Comparação errada de custo do financiamento com o do consórcio

Muitas pessoas na hora de vender o consórcio tentam passar a impressão de que o Consórcio é muito mais vantajoso que o financiamento, por ser uma compra "sem juros", quando, na verdade, a conta não é simples como parece. No consórcio, apesar de não haver juros, existem outras questões a serem levadas em conta como a taxa de administração, em quanto tempo você conseguirá contemplar sua cota, entre outros fatores que precisam ser levados em consideração. 

Administradora não autorizada pelo Banco Central

Esse golpe pega as pessoas mais desatentas. É o famoso golpe da Administradora Fantasma. As cotas são vendidas por alguém que não tem autorização e nem estrutura para ser administradora de consórcio. Neste link do banco central é possível verificar se uma administradora tem essa autorização.

Informações da Agência NoAr 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: