Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Destaques do dia

Destaques: Petrobras segue em recuperação e Powell tranquiliza investidores

24 fevereiro 2021 - 09h27Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os ADRs da Petrobras (SA:PETR4) passam por mais um dia de recuperação após a reunião do Conselho desta terça aprovar a AGE para a eleição do general Joaquiam Silva e Luna para a presidência da estatal.

O presidente do Fed, Jerome Powell, retorna ao Capitólio para mais um dia de testemunhos, mas ele ainda não conseguiu acalmar totalmente os mercados de títulos americanos.

Os EUA divulgam os dados de estoques de petróleo da semana em que o Texas congelou.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na quarta-feira, 24 de fevereiro.

1. Petrobras se recupera; investidores de olho no "mês das PECs"

Às 9h13, os ADRs da Petrobras (NYSE:PBR) subiam 3,66% no pré-mercado em Nova York, enquanto o EWZ, o principal ETF brasileiro negociado no exterior que replica o Ibovespa, ganhava 0,55%, com investidores se acalmando após o início de semana agitado no Brasil. Ontem, o conselho da Petrobras acatou à sugestão do presidente Jair Bolsonaro e marcou a Assembleia Geral Extraordinária que deve escolher Silva e Luna para substituir Roberto Castello Branco na presidência da estatal. Investidores também vêem com otimismo um retorno à pauta liberal com o encaminhamento da Medida Provisória (MP) da privatização da Eletrobras (SA:ELET3) ontem.

Enquanto isso, investidores ficam de olho nas negociações em torno do auxílio emergencial e da votação das matérias que podem abrir espaço no Orçamento para mais uma rodada do pagamento. O novo texto da PEC Emergencial causou polêmica ao retirar a obrigatoriedade de gastos mínimos com saúde e educação.

2. Powell retorna ao Capitólio enquanto rendimentos continuam a subir

Os rendimentos dos títulos dos EUA flutuaram e o dólar retomou a tendência de queda durante a noite, na esteira da recusa do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, de entrar em pânico com a agitação dos temores de inflação nos mercados globais.

Ele retorna ao Capitólio ao meio-dia, horário de Brasília, para dizer à Câmara dos Representantes o que disse ao Comitê Bancário do Senado na terça-feira, ou seja, que "a economia está muito longe de nossas metas de emprego e inflação, e é provável que leve algum tempo para que progressos substanciais sejam alcançados".

Os comentários tranquilizaram os mercados de que o Fed não está planejando diminuir as compras de títulos este ano, mas às 9h09, o rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos estava de volta a 1,365%.

3. Liquidação da China acelera com aumento de impostos em Hong Kong

Os índices acionários da China continental caíram entre 1% e 2,5%, alargando as perdas registadas desde o regresso do país do feriado de Ano Novo. O aumento nos preços dos insumos de matérias-primas como cobre e aço elevou as preocupações com a inflação.

A liquidação foi ainda pior em Hong Kong, onde o índice Hang Seng caiu mais de 3% em resposta à notícia de que a cidade está planejando aumentar o imposto para as transações de ações. Isso ameaça deprimir a liquidez no mercado da ilha e marca um passo além do regime regulatório que o tornava um local atraente no passado. As ações da operadora de bolsa Hong Kong Exchange and Clearing caíram 8,8%.

Nos EUA, as bolsas devem abrir em alta, se estabilizando após uma corrida volátil na terça-feira.

Às 9h20, o Dow Jones futuros e o S&P 500 futuros subiam perto de 0,2%.

As ações do Booking Holdings (NASDAQ:BKNG) (SA:BKNG34) devem ficar no radar com a apresentação do balanço do quarto trimestre, assim como a Nvidia (NASDAQ:NVDA) (SA:NVDC34) e a Lowe’s (NYSE:LOW) (SA:LOWC34).

4. Biden planeja ação executiva nas cadeias de abastecimento

O presidente dos EUA, Joe Biden, deve assinar uma ordem executiva na quarta-feira decretando uma ampla revisão das cadeias de abastecimento, com o objetivo de reduzir a dependência dos EUA da China.

A revisão irá abranger minerais de terras raras e outros insumos de fabricação importantes, incluindo semicondutores, de acordo com o The Wall Street Journal

Não se destina a ser uma solução de curto prazo para a falta de chips que está ocorrendo atualmente em todo o mundo por fabricantes de automóveis e outros. No entanto, semicondutores serão incluídos na revisão, junto com produtos farmacêuticos e baterias de grande capacidade.

5. Estoques de petróleo de volta à alta

Os preços do petróleo retomaram a tendência de alta após o anúncio surpresa de terça-feira de um aumento nos estoque de gasolina.

A Administração de Informação de Energia divulga os dados semanais às 12h30, com atenção extra após a semana de grandes interrupções no fornecimento e na demanda devido à onda de frio no Texas.

Ontem, o Instituto de Petróleo Americano disse que os estoques de petróleo aumentaram em mais de 1 milhão de barris na semana passada, desafiando as expectativas de uma queda de 5 milhões de barris. Os estoques de gasolina também aumentaram cerca de 66.000 barris, em vez de caírem 3 milhões de barris, como esperado.

Os preços do petróleo nos EUA subiam 1,04%, a US$ 62,31 o barril, enquanto os futuros de Brent avançavam 1,23% a US$ 65,27.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: