Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Destaques do dia

Destaques: pacote de estímulos norte-americano e discurso de Powell

10 fevereiro 2021 - 09h44Por Investing.com

Por Geoffrey Smith, da Investing.com - Os democratas da Câmara reafirmaram planos de trabalhar por estímulos, o Senado vota para permitir que o julgamento de Donald Trump prossiga, os dados da inflação estão sob o radar nos EUA e na China, a Uber (NYSE:UBER) (SA:U1BE34) reporta ganhos após resultados fortes da Lyft (NASDAQ:LYFT) e o petróleo continua subindo à medida que os estoques globais diminuem ainda mais.

Aqui está o que está acontecendo nos mercados financeiros nesta quarta-feira, 10 de fevereiro.

Clique aqui e confira todas as notícias sobre os IPOs de 2021!

1. Democratas revelam mais detalhes sobre o estímulo

Os legisladores democratas divulgaram mais detalhes das medidas planejadas de alívio ao coronavírus, incluindo disposições que estenderiam os benefícios de desemprego de US$ 400 por semana até o final de agosto e deixariam o limite de renda para cheques de estímulo no nível anterior.

Os planos, se aprovados, seriam um grande passo para a aprovação do pacote de alívio de US$ 1,9 trilhão do novo governo, com todos os seus efeitos concomitantes sobre a demanda doméstica e a emissão de títulos do Tesouro dos EUA.

A notícia veio após o Senado aprovar a legalidade do segundo julgamento de impeachment de Donald Trump, com um sexto senador republicano vontando a favor. O líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, disse que o julgamento seria uma questão de consciência para os senadores, um comentário que alivia a pressão sobre os republicanos para absolver o ex-presidente.

2. Powell fala após dados de inflação

Os dados de preços ao consumidor dos EUA para janeiro devem ser publicados às 10h30, horário de Brasília. Embora não sejam a medida mais importante de inflação para o Federal Reserve, eles formarão o pano de fundo para um discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, mais tarde.

Os dados de preços divulgados na China durante a noite mostraram que a inflação ao consumidor enfraqueceu em janeiro, uma vez que várias regiões foram fechadas para conter novos surtos do vírus Covid-19. A taxa de inflação caiu abaixo de zero para -0,3% e teria sido menor não fosse os preços dos alimentos relativamente altos. A inflação dos preços ao produtor, por sua vez, tornou-se positiva em termos anuais pela primeira vez desde o início da pandemia.

Além do discurso de Powell mais tarde, o governador do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, também fará um discurso de abertura na Mansion House de Londres, às 16h, enquanto a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fala em evento virtual às 14h.

3. Ações devem abrir em alta após balanço da Lyft

O mercado de ações dos EUA deve se recuperar na abertura após perdas modestas na terça-feira, com o progresso do pacote de estímulo e a perspectiva de política monetária fácil e interminável do Fed ainda proporcionando um ambiente benigno para ativos de risco.

Às 9h31, Dow Jones Futuros, S&P 500 Futuros e Nasdaq 100 Futuros subiam 0,8%, 0,4% e 0,4%, respectivamente.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem Lyft e Uber. As ações da Lyft subiram 13% no pregão pré-mercado para o nível mais alto desde o início da pandemia, depois de dizer na noite de terça-feira que terá lucro este ano. A perspectiva otimista da empresa de transportes também ajudou as ações da concorrente Uber a atingirem o maior patamar de todos os tempos no pré-mercado. A Uber reporta resultados após o fechamento na quarta-feira.

4. Toyota otimista; balanço da GM no radar

A Toyota Motor (NYSE:TM) (SA:TMCO34) elevou a orientação de lucro para o ano até março, refletindo uma recuperação mais rápida do que o esperado para a montadora mais lucrativa do mundo.

A empresa disse na quarta-feira que agora espera uma receita de cerca de US$ 253 bilhões para o ano fiscal, um pouco mais do que antes, mas revisou sua estimativa de lucros em mais de 50% para cerca de US$ 19 bilhões - apesar da escassez global de chips para a indústria automobilística que ameaça aumentar os custos de insumos. Ambos os números ainda estão abaixo do ano passado, no entanto.

Os números representam um alto padrão para a General Motors (NYSE:GM) (SA:GMCO34), que deve ser divulgada antes da inauguração. Outros balanços dignos de nota na quarta-feira incluem Coca-Cola (NYSE:KO) (SA:COCA34), CME Group (NASDAQ:CME)(SA:CHME34) e Under Armour (NYSE:UAA). Na Europa, a maior empresa de navegação do mundo, Maersk, disse que espera que os lucros cheguem ao pico no primeiro trimestre, conforme a tendência global de reabastecimento pós-pandemia segue seu curso.

5. Petróleo atinge novo recorde de alta em 13 meses conforme os estoques diminuem

Os preços do petróleo bruto dispararam para novas máximas de 13 meses depois que o American Petroleum Institute relatou uma queda surpreendente e grande nos estoques de petróleo dos EUA na semana passada. Os números podem ser corroborados às 12h30, quando a Administração de Informações de Energia dos EUA divulga seus próprios dados.

Os estoques na importante instalação de Fujairah, na Arábia Saudita, também caíram para uma baixa de dois meses na semana passada, noticiários relataram. Enquanto isso, a Royal Dutch Shell atualizou as previsões para a demanda global de petróleo, observando que pode não atingir o pico até 2037.

Por volta das 9h35, os futuros do petróleo WTI subiam 0,63%, a US$ 58,73 o barril, enquanto os futuros do Brent subiam 0,51%, a US$ 61,53 o barril.

Empiricus: Analista Criminal revela como adquirir imóveis por uma fração do valor

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: