Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Radar financeiro

Destaques do dia: teto de gastos no Brasil e inflação nos EUA

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 13 de abril

13 abril 2021 - 09h09Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Rumores sobre Teto de Gastos estressam EWZ na pré-abertura em Nova Yorko. Os dados de inflação dos EUA para março ficam no radar, com possíveis efeitos na venda de Títulos do país em leilão mais tarde. Um importante oficial de saúde dos EUA pede à governadora Gretchen Whitmer, do Michigan, para reintroduzir medidas de lockdown, enquanto o petróleo fica acima de US$ 60 antes da atualização mensal da Opep e dos dados de estoques do Instituto Americano de Petróleo (API, na sigla em inglês).

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 13 de abril.

1. De olho no Teto

Os investidores brasileiros ficam de olho na tensão crescente com a questão do Teto de Gastos. Ontem à tarde, o jornal O Estado de S. Paulo disse, citando fontes, que o governo estaria elaborando uma Proposta de Emenda à Constituição para renovar os programas de combate aos efeitos da Covid-19 via crédito extraordinário, sem ter de acionar o estado de calamidade. Com isso, o texto estaria prevendo gastos fora do Teto.

Perto das 8h13, o (NYSE:EWZ, principal ETF brasileiro negociado no exterior, caía 1,22% após recuar até 1,7% nesta madrugada.

2. Dados de inflação no radar; possíveis reações de compradores de títulos

A taxa de inflação americana deve ultrapassar a meta de médio prazo do Federal Reserve pela primeira vez desde o início da pandemia. O índice de preço ao consumidor dos EUA para março serão divulgados às 9h30.

Espera-se que o IPC suba de 1,7% para 2,5% em fevereiro, já que o colapso dos preços do petróleo há um ano começa a exercer uma influência sobre os dados anuais. O IPC-núcleo, que exclui os preços de alimentos e energia, deve acelerar de 1,3% para 1,5%.

O Federal Reserve advertiu repetidamente contra a leitura excessiva do que será um aumento inevitável nas taxas anuais devido a efeitos estatísticos. Falas dos representantes do Fed Mary Daly, Patrick Harker, Esther George e {{ecl- 1712||Raphael Bostic}} provavelmente devem repetir essas mensagens.

Mesmo assim, os números criarão um cenário interessante para o leilão de títulos de 30 anos do Tesouro às 14h, horário de Brasília. A venda de 10 anos na segunda-feira foi absorvida de forma relativamente tranquila, com rendimentos aumentando apenas 2 pontos-base para 1,69%.

3. Ações caem; Vix chega a atingir mínima de 14 meses

Os mercados de ações dos EUA operam em queda com o início da temporada de balanços do primeiro trimestre sob os holofotes.

Às 8h47, os futuros do Dow Jones e do S&P 500 caíam 0,35% e 0,27%, respectivamente, enquanto os do Nasdaq 100 tinham uma queda menor, de 0,05%. Enquanto isso, o VIX, o "medidor do medo" de Wall Street, caiu para o nível mais baixo desde fevereiro do ano passado, a 17,92. No entanto, o índice voltou a romper os 18 pontos com a queda dos índices de futuros de Nova York.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem as da Nvidia (NASDAQ:NVDA) e Intel (NASDAQ:INTC) (SA:ITLC34), já que o mercado continua a digerir as notícias de mudança da Nvidia para fazer seus próprios processadores de datacenter e sua nova parceria com a Amazon (NASDAQ: AMZN) (SA:AMZO34).

4. Chefe do CDC pede lockdown no Michigan

Rochelle Walensky, chefe do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, instou a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, a reintroduzir as restrições de lockdown para controlar o recente aumento de casos de Covid-19.

Whitmer pressionou o governo federal nos últimos dias para acelerar a entrega de vacinas em seu estado, mas Walensky argumentou na segunda-feira que nem isso seria suficiente para nivelar uma curva de infecção que está aumentando drasticamente à medida que as pessoas desfrutam da liberdade recém-reconquistada de misturar. A taxa de infecção de Michigan voltou ao pico do inverno passado.

A taxa de infecção dos EUA, medida em uma média móvel de sete dias, aumentou cerca de 27% desde seu ponto mais baixo há um mês, à medida que estados em todo o país relaxaram as restrições. Isso apesar do fato de que o programa de vacinação dos EUA também estar ganhando velocidade, com um recorde de 4,6 milhões de pessoas recebendo uma injeção no sábado.

5. Petróleo mais alto antes do relatório da OPEP, API

Os futuros do petróleo voltaram a subir acima de US$ 60 o barril em um cenário de rumores geopolíticos, antes de duas atualizações importantes sobre o estado do mercado no final do dia.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo lançará seu relatório mensal sobre o mercado de petróleo, enquanto o API publicará a avaliação semanal dos estoques de petróleo e combustível dos EUA .

Por volta das 8h50, os futuros do petróleo WTI subiam 0,45%, a US$ 59,98 o barril, enquanto o Brent avançava 0,57%, a US$ 63,64 o barril.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: