Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Destaques do dia

Destaques: democratas apoiam plano de estímulo à economia e Opep se reúne com Rússia

03 dezembro 2020 - 09h25Por Investing.com

Por Geoffrey Smith, da Investing.com - Joe Biden e Nancy Pelosi apoiam o plano de estímulo bipartidário de US$ 908 bilhões. A Opep se reúne com a Rússia e outros países para decidir sobre a política de produção petrolífera nos próximos meses.

Os pedidos de seguro-desemprego semanais dos EUA ficam no radar, enquanto a Dollar General (NYSE:DG) e a Krogers (NYSE:KR) divulgam o balanço e o dólar continua a cair.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na quinta-feira, 2 de dezembro.

1. Democratas apoiam plano de estímulo 

Os principais nomes do partido Democrata apoiaram uma proposta bipartidária de um pacote de ajuda no valor de US$ 908 bilhões, pressionando o líder do Senado, Mitch McConnell, a abandonar o plano de trazer um pacote mais modesto de volta ao plenário.

O presidente eleito Joe Biden, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer, disseram que o projeto seria aceitável como ponto de partida.

A necessidade de mais alívio é cada vez mais evidente, com o relatório de empregos privados ADP e a pesquisa de manufatura ISM para novembro ficando abaixo das expectativas na quarta-feira. As vendas de carros e caminhões também caíram em relação a outubro.

Os EUA tiveram o dia mais mortal desde o início da pandemia, com mais de 2.700 mortes registradas devido à Covid-19. Isso eleva o número de óbitos  nos últimos dois dias para 5.000. O número de pessoas hospitalizadas com coronavírus também atingiu um novo recorde, chegando a 100.000 pela primeira vez.

2. Pedidos de seguro-desemprego no radar

Os EUA divulgarão os dados de seguro-desemprego da semana passada às 10h30, horário de Brasília, intercalados entre duas pesquisas mensais do mercado de trabalho para o mês até meados de novembro. Há também a pesquisa mensal de cortes de empregos Challenger e os dados do PMI ISM não-manufatura às 12h.

Os analistas esperam que os pedidos iniciais caiam pela primeira vez em três semanas, para 775.000, mas os dois últimos relatórios indicaram demissões em um ritmo mais acelerado do que o esperado, já que várias restrições na vida social e empresarial atingiram fortemente a indústria de turismo, em particular.

Pesquisas de negócios para novembro divulgadas durante a noite mostraram um forte crescimento contínuo na China e uma queda um pouco menos dramática do que o temido na economia da Zona do Euro. O PMI Composto foi revisado para 45,3 após a leitura anterior de 45,1. Ainda caiu drasticamente em relação a 50 em outubro e coloca a região firmemente de volta ao território contracionista.

3. Ações devem abrir mistas

Os mercados de ações dos EUA devem abrir mistos, com a rotação para os papéis cíclicos e de valor perdendo ímpeto na quarta-feira em um cenário de dados econômicos fracos.

O Dow Jones Futuros e o S&P 500 Futuros caíam 0,2% e 0,14%, respectivamente, enquanto o Nasdaq 100 Futuros subia 0,14%.

As ações que provavelmente estarão em foco incluem Dollar General TD Bank e Kroger, que reportam balanços mais tarde, e JD.com (NASDAQ:JD), que completou um IPO bem recebido de seu braço de saúde em Hong Kong.

4. Dólar atinge nova mínima de 31 meses

O dólar continuou em trajetória de queda, atingindo uma nova mínima em 31 meses, já que a perspectiva de uma recuperação no próximo ano atraiu cada vez mais dinheiro dos portos seguros para moedas estrangeiras. O euro ganhou rapidamente outro centavo depois de romper US$ 1,20 pela primeira vez desde abril de 2018, enquanto o dólar australiano e o won coreano chegaram ao maior patamar dos últimos 30 meses.

O iuan chinês mais uma vez testou a mínima de 2 anos e meio que atingiu em meados de novembro, ignorando as preocupações sobre a votação da Câmara dos Representantes na quarta-feira, que aprovou um projeto de lei que forçava as empresas chinesas a saírem das bolsas de valores dos EUA se não se submeterem aos regulamentos de auditoria americanos.

O mesmo entusiasmo que atingiu o dólar também prejudicou títulos e outros ativos considerados como porto-seguro. O rendimento dos títulos do Tesouro americano de dez anos, a 0,93%, agora testam uma grande tendência de resistência que remonta ao início de 2018, quando atingiram brevemente 3,00%.

5. Opep+ decide os níveis de produção

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados finalmente se reunirão para decidir a política de produção para os próximos meses.

As expectativas de que o bloco ampliado, que inclui a Rússia, congelasse a produção nos níveis atuais diante da recente desaceleração econômica na Europa e nos Estados Unidos deram lugar a dúvidas, em meio a relatos de pressões russas por um aumento modesto da produção a partir do início do próximo ano.

A Argus Media relatou que a Rússia propôs aumentar a produção em 500.000 barris por dia em incrementos mensais durante o primeiro trimestre. O bloco está atualmente mantendo um corte de 7,68 milhões de barris por dia na produção em uma tentativa de reequilibrar a oferta e a demanda desde a pandemia.

A reunião começa às 10h, horário de Brasília.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: