quinta, 02 de dezembro de 2021
Avaliação

Combustíveis e alimentação fora do domicílio puxam IPCA de maio para acima do esperado, diz Ativa

Corretora avalia que a elevação dos preços e o aquecimento da atividade econômica deverão majorar ainda mais a perspectiva para a inflação em 2021

09 junho 2021 - 14h14Por Redação SpaceMoney

Nesta quarta-feira (9), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os resultados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, referentes ao mês de maio.

Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, analisa que o resultado surpreende negativamente ao avançar 0,83%, enquanto a mediana do mercado projetava uma alta de 0,71%.

A Ativa Investimentos esperava avanço de 0,72% e, segundo a corretora, "o mais pessimista dos agentes estava em 0,77%". Com essa alta expressiva, o IPCA em 12 meses rompe a barreira dos 8%.

"Nossa surpresa foi extremamente concentrada em combustíveis, sendo 0,05% em gasolina e 0,04% em etanol. Vale pontuar também a surpresa altista com alimentação fora do domicílio: 0,03%. Esse último acabou afetando sobre maneira os núcleos, concentrando basicamente toda a surpresa altista entre os 0,55% observados e os 0,41% projetados", explica Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa

Para o economista, as surpresas, ainda que concentradas, estão sendo sistemáticas e ensejam por uma revisão na perspectiva do IPCA deste ano, que apenas com os 0,11% de headline, subiu para 5,1%.

Sanchez avalia que a dinâmica ascendente dos preços e o aquecimento da atividade deverão majorar ainda mais a perspectiva para a inflação em 2021.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content