Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Bancos

Cenário macroeconômico deteriorado limita retomada do setor no curto prazo

Apesar disso, a perspectiva para o futuro é positiva, de acordo com o Bank of America (BofA)

30 setembro 2021 - 16h32Por br.investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Apesar do cenário parecer desfavorável para as ações de bancos, que ainda não se recuperaram completamente do tombo levado no ano passado por causa da pandemia, a perspectiva para o futuro é positiva. De acordo com o Bank of America (BofA), o próximo trimestre deve trazer bons resultados, levando em conta os dados de agosto sobre expansão de empréstimos, spreads e qualidade dos ativos.

A carteira de crédito subiu 15,9% em agosto na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo o Banco Central. Essa é uma pequena desaceleração em relação à alta de 16,3% em julho mas, ainda assim, mantém a tendência de crescimento sólida, segundo o BofA. Ao mesmo tempo, o índice de inadimplência se manteve estável em 2,3% pelo quarto mês seguido.

Enrico Cozzolino, analista da Levante Ideias de Investimentos, está otimista com o setor e, para ele, esses dados demonstram a tendência de recuperação dos bancos, que apesar de ainda não estarem em patamares ideais, estão em um ritmo de crescimento acelerado.

No entanto, Cozzolino avalia que o mau humor dos mercados com as ações bancárias está ligado à falta de previsibilidade de quando a crise atual vai terminar. Havia uma expectativa muito grande sobre a reabertura da economia, mas isso não se concretizou como o esperado. O cenário macroeconômico se deteriorou para o próximo ano, o que acabou precificando para baixo os bancos, segundo Luis Sales, estrategista-chefe da Guide Investimentos.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: