Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar corporativo

BR Distribuidora e Raia Drogasil avançavam após resultados; exportadoras caem

10 março 2021 - 10h34Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - As ações da BR Distribuidora lideravam as altas da B3 (SA:B3SA3) desta quarta-feira (10) após a companhia reportar lucro líquido de R$ 3,14 bilhões no quarto trimestre. As da RD também avançavam, com analistas elogiando a expansão do market share da varejista de saúde. Suzano (SA:SUZB3), Klabin (SA:KLBN11) e WEG (SA:WEGE3) realizavam lucros após as fortes altas embaladas pelo avanço do dólar ante o real.

Essas são as principais notícias corporativas do dia:

BR Distribuidora (SA:BRDT3) - A BR Distribuidora registrou lucro líquido de R$ 3,148 bilhões no quarto trimestre de 2020, ante R$ 96 milhões no mesmo período do ano anterior, apoiada por efeitos não recorrentes, enquanto as vendas do período subiram ante um patamar que tinham antes da pandemia da Covid-19. O papel subia 4,51%, a R$ 20,18.

RD - A Raia Drogasil (SA:RADL3) anunciou nesta terça-feira, 9, que fechou contrato de aquisição de 50,75% da Healthbit, com opção de compra da totalidade das ações restantes a partir de 2026. O papel avançava 2,7%, a R$ 23,60.

Totvs (SA:TOTS3) - A Totvs acertou a compra da empresa de programas de automação de marketing RD Station, com a desenvolvedora de softwares de gestão fazendo o maior negócio de sua história, fortalecendo sua aposta no negócio de performance empresarial. As ações subiam 0,75%, a R$ 29,74.

Telefônica Brasil (SA:VIVT4) - A Telefônica Brasil afirmou, por meio de nota, que "sempre atuou em processos licitatórios de forma transparente, respeitando e promovendo a livre concorrência", após a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendar ao tribunal do órgão a condenação das operadoras Claro, Oi (SA:OIBR3) e Telefônica Brasil pela prática de cartel em licitações públicas, especialmente em pregão realizado pelos Correios em 2015. Os papéis da Telefônica caíam 0,02%, a R$ 43,75, enquanto os da Oi subiam 1,14%, a R$ 1,77.

GPA (SA:PCAR3) - O GPA está apostando no digital para obter um crescimento sustentável nos próximos anos. Segundo o presidente do grupo, Jorge Faiçal, a escalada no e-commerce deve começar pela área de alimentos. A ação subia 1,22%, a R$ 23,99.

Minerva (SA:BEEF3) - A Minerva pretende fazer um aporte de até R$ 29 milhões na startup Shopper, plataforma de compra e reabastecimento de itens de consumo doméstico, como alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal. Os papéis caíam 1,28%, a R$ 10,07.

Com informações da Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: