Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Criptomoedas

Bitcoin surfa no otimismo com IPO da Coinbase; 'FOMO' deve impulsionar próxima alta

O par BTC/USD subiu 5%, para US$ 63.076, e atingiu um recorde de US$ 63.476

13 abril 2021 - 17h59Por Investing.com

Por Yasin Ebrahim, da Investing.com - O Bitcoin atingiu sua máxima de todos os tempos na quarta-feira (13), surfando no otimismo antes da listagem da Coinbase, estocando otimismo de especialistas que sugerem que o medo de ficar de fora, ou FOMO, vai despertar o próximo rali da popular criptomoeda.

O par BTC/USD subiu 5%, para US$ 63.076, e atingiu um recorde de US$ 63.476.

"Os preços mais altos forçarão as empresas que ainda estão à margem do mercado. O Nasdaq pode estar cambaleando à medida que se concentra em rendimentos crescentes, mas novas rampas para o Bitcoin só irão exacerbar o desequilíbrio entre oferta e demanda existente e aumentar a capitalização de mercado, muito além de todas as expectativas atuais", disse Seamus Donoghue, vice-presidente de alianças estratégicas da Metaco, uma provedora de infraestrutura de ecossistema de ativos digitais.

A última alta no Bitcoin não é surpreendente contra o pano de fundo de oferta limitada da moeda, a recente oscilação nas ações de tecnologia e n listagem direta da Coinbase, marcada para quarta-feira, sob o ticker "Coin".

"Em uma semana em que a criptogigante Coinbase deve ser avaliada em até US$ 90 bilhões em sua oferta pública, não é nenhuma surpresa que o preço do Bitcoin tenha ultrapassado US$ 60.000".

Outros concordam e apontam para a listagem direta da Coinbase como outro endosso do Bitcoin e do ecossistema de criptomoedas.

"As expectativas em torno da estreia do COIN são altas, com algumas previsões colocando o valor acima de US$ 100 bilhões. Os investidores em criptomoedas veem a listagem como um marco importante no espaço, após anos de ceticismo dos investidores sobre a viabilidade de criptomoedas como Bitcoin", disse DA Davidson em uma nota.

O Bitcoin subiu cerca de 118% desde o início do ano, impulsionado pelo aumento da participação de Wall Street, enquanto a popular criptomoeda continuou a fortalecer sua reputação como o "ouro digital".

Os principais bancos, incluindo Goldman Sachs (NYSE:GS) (SA:GSGI34), JPMorgan (NYSE:JPM) (SA:JPMC34) e Morgan Stanley (NYSE:MS) (SA:MSBR34), entraram no mercado das criptomoedas, com o último recentemente se unindo à NYDIG à e Galaxy Digital para oferecer a seus clientes de alto patrimônio acesso ao Bitcoin.

"Embora o interesse no Bitcoin como meio de pagamento esteja sem dúvida acelerando e impulsionando o interesse do mercado, a narrativa dominante continua sendo o Bitcoin como ouro digital, com a expectativa de que o preço continue a subir", disse Donoghue.

O recorde de alta para o Bitcoin não mostra sinais de parada, já que os dados recentes apontam para um crescimento robusto de novos 'hodlers' de Bitcoin e outros sinais que sugerem que a demanda de longo prazo não mostra sinais de diminuir.

A quantidade de BTC mantida nas carteiras de todas as bolsas atingiu seu nível mais baixo para o ano até agora, em 2,22 milhões de clusters, de acordo com a Cryptoquant, indicando que os investidores continuam a mover o BTC para carteiras privadas para armazenamento de longo prazo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: