sábado, 22 de janeiro de 2022
[Square Banner - Mobile Topo 2] [300x250] [mobile] - Assessoria Ipê Investimentos 2022
[SpaceNow Desktop] [200x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
[SpaceNow Mobile] [150x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
Criptomoedas

Bitcoin oscila no patamar de US$ 60 mil em meio a uma série de notícias negativas

O motivo da queda não esteve muito bem claro, embora integrantes do mercado tenham chamado a atenção para realizações de lucros, dado o ganho de mais de 100% da moeda desde que atingiu o valor mínimo de US$ 30.000 no início deste ano

17 novembro 2021 - 14h56Por Investing.com
[Billboard Topo 2] [970x250] [pagina-inicial] - Assessoria Ipê Investimentos 2022
 - Crédito: André François/Unsplash

Por Yasin Ebrahim, da Investing.com - O Bitcoin oscila em torno do patamar estratégico de US$ 60 mil, conforme investidores contêm as apostas otimistas na popular criptomoeda em meio a uma série de notícias não muito boas.

O Bitcoin caía 0,26%, às 14h54 (horário de Brasíla), a US$ 60.240,3.

O motivo da queda não esteve muito bem claro, embora integrantes do mercado tenham chamado a atenção para realizações de lucros, dado o ganho de mais de 100% da moeda desde que atingiu o valor mínimo de US$ 30.000 no início deste ano.

[04] [Square Detalhe Notícia] [300x250] [geral] Melhores investimentos 2022

Enquanto isso, outros culparam a repressão chinesa à mineração de BTC, bem como a potencial carga tributária sobre ativos de bitcoins depois que o presidente Joe Biden sancionou o projeto de infraestrutura de US$ 1 trilhão. Pela nova legislação, corretores de criptomoedas seriam obrigados a declarar recebimento de transações acima de US$ 10 mil.

A Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento da China anunciou que consideraria "penalizações nos preços de eletricidade" a algumas mineradoras de cripto em uma tentativa de desestimular ainda mais a atividade de mineração.

Porém, a repressão às mineradoras chinesas não é nova. Elas perderam influência mundial à medida que os centros de mineração se deslocaram do leste para o oeste.

Os EUA desbancaram a China como líderes em redes globais de mineração de bitcoin, de acordo com dados da Universidade de Cambridge, publicados no mês passado.

Em meio à onda de notícias negativas, algumas delas foram positivas. A Square (NYSE:SQ) (SA:S2QU34) afirmou que sua plataforma financeira, a Cash App, adicionaria suporte para a atualização Taproot do Bitcoin em dezembro.

A atualização Taproot - coletivamente elaborada por um trio de atualizações, ou Propostas de Melhoria de Bitcoin - assinaturas Schnorr, Taproot e Tapscript - foi liberada no dia 14 de novembro com o intuito de melhorar o núcleo da criptografia do Bitcoin de três maneiras: velocidade, privacidade e programabilidade.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content