segunda, 08 de agosto de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
Expansão de negócios

B3 (B3SA3) passa a negociar três novos ETFs geridos pela Itaú Asset Management

Investidores poderão diversificar seus investimentos para setores como tecnologia e biotecnologia, de acordo com a B3

16 junho 2021 - 13h36Por Redação SpaceMoney

Nesta quarta-feira (16), a Itaú Asset Management lançou mais dois novos fundos para negócios na B3 (B3SA3): os ETFs IT Now MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50 (DNAI11) e IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50 (MILL11).

Desde o dia 9 de junho, a B3 também negocia outro ETF gerido pela Itaú Asset Management: o ETF IT Now Morningstar XT US Healthcare, com o ticker HTEK11.

O IT Now MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50 (DNAI11) representa o desempenho de um conjunto selecionado de 50 ações de empresas focadas no desenvolvimento de novos produtos e serviços no campo de sequenciamento genômico, síntese, análise ou instrumentação, bio computação, bioinformática, diagnóstico molecular e biotecnologia agrícola.

O IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50 (MILL11) tem referência no desempenho de um conjunto de ações de 50 empresas que seguem as preferências da geração millennial.

O IT Now Morningstar XT US Healthcare (HTEK11) tem como referência o índice Morningstar US Exponential Technologies Healthcare Index ™, calculado pela Morningstar, empresa americana voltada para o fornecimento de pesquisa independente de investimentos, e busca refletir a performance das empresas americanas que a Morningstar classifica como as que mais se beneficiam pelo desenvolvimento ou adoção de tecnologias inovadoras relacionadas a bioinformática, medicina e neurociência.

Rogério Santana, diretor de Relacionamento com Empresas e Assets da B3, explica que esses ETFs servem como opção para quem busca diversificação por meio de investimentos internacionais.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

"Os ETFs que seguem índices internacionais permitem que qualquer pessoa possa investir em ativos estrangeiros de bolsas globais, de forma prática e segura, sem burocracia e sem precisar ter conta aberta no exterior. Esses novos ETFs que estreiam na B3 permitirão aos investidores diversificar seus investimentos para setores de muito destaque, como tecnologia e biotecnologia, além de produtos e serviços voltados para a geração millennial", diz Santana.

Os investimentos seguem a mesma dinâmica de negociação de ETFs de Índices Internacionais na B3.

Para adquirir uma cota, o investidor deve ter uma conta aberta e ativa em uma corretora brasileira e realizar uma ordem de compra para que a corretora execute a operação.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Com informações da Assessoria de Imprensa da B3.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: