Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Expansão de negócios

B3 (B3SA3) passa a negociar três novos ETFs geridos pela Itaú Asset Management

Investidores poderão diversificar seus investimentos para setores como tecnologia e biotecnologia, de acordo com a B3

16 junho 2021 - 13h36Por Redação SpaceMoney

Nesta quarta-feira (16), a Itaú Asset Management lançou mais dois novos fundos para negócios na B3 (B3SA3): os ETFs IT Now MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50 (DNAI11) e IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50 (MILL11).

Desde o dia 9 de junho, a B3 também negocia outro ETF gerido pela Itaú Asset Management: o ETF IT Now Morningstar XT US Healthcare, com o ticker HTEK11.

O IT Now MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50 (DNAI11) representa o desempenho de um conjunto selecionado de 50 ações de empresas focadas no desenvolvimento de novos produtos e serviços no campo de sequenciamento genômico, síntese, análise ou instrumentação, bio computação, bioinformática, diagnóstico molecular e biotecnologia agrícola.

O IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50 (MILL11) tem referência no desempenho de um conjunto de ações de 50 empresas que seguem as preferências da geração millennial.

O IT Now Morningstar XT US Healthcare (HTEK11) tem como referência o índice Morningstar US Exponential Technologies Healthcare Index ™, calculado pela Morningstar, empresa americana voltada para o fornecimento de pesquisa independente de investimentos, e busca refletir a performance das empresas americanas que a Morningstar classifica como as que mais se beneficiam pelo desenvolvimento ou adoção de tecnologias inovadoras relacionadas a bioinformática, medicina e neurociência.

Rogério Santana, diretor de Relacionamento com Empresas e Assets da B3, explica que esses ETFs servem como opção para quem busca diversificação por meio de investimentos internacionais.

"Os ETFs que seguem índices internacionais permitem que qualquer pessoa possa investir em ativos estrangeiros de bolsas globais, de forma prática e segura, sem burocracia e sem precisar ter conta aberta no exterior. Esses novos ETFs que estreiam na B3 permitirão aos investidores diversificar seus investimentos para setores de muito destaque, como tecnologia e biotecnologia, além de produtos e serviços voltados para a geração millennial", diz Santana.

Os investimentos seguem a mesma dinâmica de negociação de ETFs de Índices Internacionais na B3.

Para adquirir uma cota, o investidor deve ter uma conta aberta e ativa em uma corretora brasileira e realizar uma ordem de compra para que a corretora execute a operação.

Com informações da Assessoria de Imprensa da B3.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: