Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ações

3M (NYSE:MMM): aumento dos custos de matérias primas ameaça resultado

No Brasil, BDRs da companhia tinham queda de 1%

13 setembro 2021 - 17h10Por Investing.com

Por Dhirendra Tripathi, da Investing.com – As ações da 3M (NYSE:MMM) subiam 0,4%, após terem passado a maior parte do pregão em baixa, depois de informações de que a empresa antecipa um impacto sobre a ponta superior das suas projeções devido ao aumento do custo das matérias primas.

No Brasil, os BDRs da companhia (SA:MMMC34) tinham queda de 1%.

A empresa antes projetava um impacto de US$ 0,65 a US$ 0,80 sobre o LPA de 2021 devido à escassez de chips. Em julho, a empresa fazia projeções de uma LPA revisado US$ 9,70 a US$ 10,10, em relação ao centro da faixa anterior de US$ 9,45. Agora, a empresa espera que a escalada dos preços de materiais tenha um efeito maior sobre o LPA, de acordo com o Vice-Presidente Executivo e Diretor Financeiro da 3M, Monish Patolawala, que palestrou na 9ª Conferência Anual de Laguna do Morgan Stanley, realizada virtualmente nesta segunda-feira (13).

Segundo o Newsquawk, o CFO disse que a empresa observa uma inflação ampla em resinas, polipropileno, etileno e celulose. Os custos de funcionários também subiram, ele acrescentou.

A escassez global de chips também é um problema. Dada a falta de chips que todos os fabricantes - de celulares a automóveis - estão enfrentando, as dificuldades na cadeia de fornecimento para empresas como a 3M pode durar mais tempo. Os consumidores poderão, em última instância, pagar na forma de aumentos nos preços de varejo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: