segunda, 27 de maio de 2024
Economia

Setor de Serviços supera sucessivas quedas e cresce 0,4% em novembro

Resultado interrompe taxas negativas nos meses de agosto, setembro e outubro, que acumulou perda de 2,2%

16 janeiro 2024 - 09h13Por José Chacon

O setor de Serviços no Brasil cresceu 0,4% em novembro de 2023 frente a outubro, na série com ajuste sazonal, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística), nesta terça-feria (16).

Esse saldo foi puxado por três das cinco atividades de análise, que avançaram no mês:

  • Outros serviços (3,6%);
  • Profissionais, administrativos e complementares (1,0%);
  • Serviços prestados às famílias (2,2%);

Outros serviços acumulou ganho de 4,9% entre setembro e novembro, já Profissionais, administrativos e complementares, avançou 2,1% no período outubro-novembro e serviço prestados às famílias, recuperando as perdas de outubro (-1,8%). 

O resultado positivo interrompe uma sequência de três taxas negativas (agosto, setembro e outubro), período em que acumulou uma perda de 2,2%.

Dessa forma, o setor se encontra 10,8% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 2,6% abaixo de dezembro de 2022 (ponto mais alto da série histórica). 

As únicas retrações em novembro foram dos transportes (-1,0%) e dos serviços de informação e comunicação (-0,1%), com a primeira atividade emplacando o quarto revés consecutivo, com perda acumulada de 5,3%; e a última em ligeiro decréscimo (-0,1%), após assinalar ligeira variação positiva em outubro (0,2%).