segunda, 27 de maio de 2024
Economia norte-americana

Com Payroll de janeiro, início do corte de juros nos EUA fica ainda mais distante, segundo analista

O país criou 353 mil empregos em janeiro, enquanto o consenso de mercado apontava para 180 mil vagas

02 fevereiro 2024 - 13h03Por Mari Galvão

Os Estados Unidos criaram 353 mil empregos em janeiro, enquanto o consenso de mercado apontava para 180 mil vagas.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (2) pelo Departamento do Trabalho dos EUA. A taxa de desemprego ficou estável em 3,7%, enquanto a projeção era de 3,8%.

“No final do ano passado, havia uma expectativa do corte de juros nos EUA acontecer em março, mas agora o mercado já não está mais esperando. Então, se o mercado tinha alguma esperança com esse Payroll, diante desse resultado tudo fica mais distante”, indica Cleide Rodrigues, analista chefe da Money Wise Research.

 

Juros 

Na última quarta-feira, 31 de janeiro, o Federal Reserve (banco central dos EUA) decidiu pela manutenção do intervalo da taxa de juros (fed funds) no patamar de 5,25% a 5,50% ao ano. 

O presidente da autarquia, Jerome Powell, afirmou que a maioria dos membros do Comitê acredita que é apropriado reduzir as taxas de juros, mas é necessário ser cauteloso. 

"Não estamos à espera de uma queda na criação de empregos, mas faríamos cortes nas taxas se víssemos um enfraquecimento [do indicador]", afirmou o presidente.