quinta, 23 de maio de 2024
Juros

Haddad se mostra satisfeito com ata do Copom: 'em linha com o que eu esperava'

Em reunião realizada na semana passada, o BC decidiu, por 5 votos a 4, reduzir o ritmo da queda da taxa básica de juros da economia para 0,25 p.p.

14 maio 2024 - 16h03Por Redação SpaceMoney
Déficit recorde de R$ 230,5 bi em 2023: Haddad aponta calote de Bolsonaro nas contas públicasDéficit recorde de R$ 230,5 bi em 2023: Haddad aponta calote de Bolsonaro nas contas públicas - Crédito: Pedro Gontijo/Senado Federal

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), comentou nesta terça-feira (14) sobre a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), divulgada nesta manhã.

Questionado por jornalistas sobre o conteúdo do documento, Haddad mostrou satisfação. 

“A ata foi muito técnica, muito adequada e está em linha com o que eu, de fato, esperava. Eu entendia que eram duas posições técnicas [corte de 0,5 p.p. ou de 0,25 p.p.], respeitáveis, e a ata deixou claro que os argumentos de lado a lado eram pertinentes e defensáveis”, respondeu.

Em reunião realizada na semana passada, o BC decidiu, por 5 votos a 4, reduzir o ritmo da queda da taxa básica de juros da economia para 0,25 p.p. A Selic agora se encontra em 10,50% ao ano. 

O ministro ressaltou que o conteúdo da ata “dissipou” o temor de setores do mercado em relação a um “racha” no colegiado entre os diretores indicados pelo governo Lula e aqueles que já estavam no Copom desde antes da atual administração do Executivo federal.