quarta, 29 de maio de 2024
Economia

DÓLAR HOJE - meta fiscal flexibilizada; conflito entre Irã e Israel; PIB da China; discursos do Fed

Confira os principais fatores que catalisam as movimentações da moeda norte-americana nesta terça-feira (16)

16 abril 2024 - 17h02Por Redação SpaceMoney

Nesta terça-feira (16), o mercado de câmbio monitora os discursos de membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano), John Willians, Philip Jefferson e Tom Barkin, além do próprio presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, um dia após ser divulgado o volume de vendas no varejo dos EUA.

Nesta terça-feira (16), o dólar encerrou o dia em alta de 1,63%, cotado a R$ 5,269.

 

ATUALIZAÇÕES:

  • - 16:00: Dólar comercial (compra): +1,37%, cotado a R$ 5,256. 
  • - 15:03: Dólar comercial (compra): +1,43%, cotado a R$ 5,258. 
  • - 10:17: Dólar comercial (compra): +1,16%, cotado a R$ 5,244.

 

Na agenda econômica desta terça-feira (16), no Brasil, estão:

  • -   8:00 - IGP-10, pelo Ibre-FGV;
  • -   8:25 - Boletim Focus, pelo Banco Central;
  • - 10:15 - Monitor do PIB, pelo Ibre-FGV.

 

No exterior...

EUA

A agenda econômica dos Estados Unidos da América (EUA) nesta terça-feira (16):

  • - 10:15 - produção industrial em março.

 

  • O escritório de estatísticas dos Estados Unidos publicou que a construção de moradias iniciadas em março caíram 14,70%, contra 12,70% de fevereiro.

 

Juros

A presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano) de São Francisco, Mary Daly, vê progresso na inflação dos Estados Unidos, mas reitera que a alta de preços segue muito acima da meta, e que não há pressa para reduzir os juros, visto que a economia norte-americana segue aquecida e resiliente, com crescimento sólido e mercado de trabalho forte.

Ela destaca também que a autoridade monetária observa os desdobramentos recentes de dados econômicos e de conflitos geopolíticos, mas que, por ora, as tensões entre Israel e Irã parecem não respingar na inflação norte-americana.

 

Europa

Reino Unido - O escritório de estatísticas do Reino Unido, a ONS, divulgou que a taxa de desemprego do País subiu para 4,20% no trimestre até fevereiro, contra 3,90% nos três meses até janeiro.

 

Zona do Euro - A Eurostat, escritório de estatísticas da Zona do Euro, divulgou que o Índice de Balança Comercial subiu no mês de fevereiro para 23,6 bilhões de euros.

O indicador conseguiu uma alta de mais de 11,0 bilhões, quando, no mês anterior, atingiu 11,6 bilhões.

 

Ásia

China - A economia da China cresceu mais do que se esperava no primeiro trimestre. Segundo o Escritório Nacional de Estatística, o Produto Interno Bruto (PIB) saltou 5,30% em relação aos primeiros três meses de 2023.

Economistas ouvidos pela Caixin e pela consultoria chinesa Wind esperavam um crescimento anualizado de 4,90%, enquanto analistas ouvidos pela agência Reuters apontavam 4,60%.

No trimestre anterior, no fechamento de 2023, a expansão anualizada havia sido de 5,20%.