Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceDica

É possível fazer um plano de previdência pensando na aposentadoria dos filhos?

Desconhecidas por muitas pessoas, modalidades de investimentos possuem planos para menores de idade que podem trazer até benefícios fiscais para os pais

16 setembro 2021 - 17h54Por Gabriel Coccetrone

A chegada de um filho desperta muitas famílias para diferentes tipos de preocupações que  antes ficavam em standby. Na maioria dos casos, a principal delas é sobre como garantir solidez financeira em longo prazo, ou seja, encontrar uma maneira de garantir um futuro mais tranquilo e seguro para seus herdeiros.

Atualmente, o mercado disponibiliza algumas opções de investimentos que auxiliam os pais na hora de se planejarem financeiramente para arcar com custos relacionados ao futuro dos filhos, como estudos, oportunidade de fazer um intercâmbio, empreender, comprar um imóvel e até mesmo iniciar o planejamento da aposentadoria. Afinal, todos os objetivos ficam mais fáceis de se alcançar quando se começa cedo, ainda mais contando com um "empurrãozinho".

Segundo Helen Vogt, responsável pela área de previdência na Blue3, os pais podem (e devem) fazer um plano de previdência já pensando na aposentadoria dos filhos.

"O tempo é o maior aliado que nós temos quando falamos em previdência. Ele é uma engrenagem poderosa que faz com que aportes pequenos se transformem em volumes relevantes no futuro. Atualmente temos muitas opções interessantes de fundos de previdência com até 70% do patrimônio investido em ações e até 20% em investimentos no exterior voltados para todas as classes de investidores.  Quando se trata de investidores qualificados [que têm patrimônio investido acima de R$ 1 milhão], esses limites acima aumentam para até 100% de exposição em ações e até 40% em investimentos no exterior", explica.

"Pensando nos jovens ou crianças - muito tempo para investir - e em longo prazo, os fundos de ações acabam sendo uma ótima alternativa. Pois o tempo é um aliado muito importante, e correr mais risco quando falamos de longo prazo pode fazer bem mais sentido do que ficar nos fundos atrelados a CDI e que estão perdendo para o IPCA atualmente. Sabemos que nos fundos de investimento, assim como nos fundos de previdência, não temos como garantir retorno, então o mais sensato é escolher bons gestores, estudá-los  e investir em estratégias que você confie", completou.

Para menores também pode

Apesar de ser algo desconhecido para muitos, é possível fazer um plano de previdência privada para quem tem menos de 18 anos. Apenas mães e pais podem contratar o serviço. O trâmite, porém, é um pouco diferente do realizado com quem já atingiu a maioridade.

"É um processo um pouco mais burocrático, pois é preciso abrir uma conta na corretora no nome da criança. No entanto, pode ser feito e caso seja dependente do Imposto de Renda, o pai pode até usufruir do benefício fiscal", explica Helen.

É preciso deixar claro que pode deduzir no Imposto de Renda somente quem tem a criança como dependente no IR de pessoa física.

Helen diz que investir em uma previdência para menores "é uma decisão muito pessoal" e que "vai depender de quanta autonomia você pretende dar para seu filho quanto à gestão do recurso investido".

"Quando colocamos a previdência no nome do filho ao completar 18 anos, ele pode resgatar ou utilizar o recurso da maneira que ele bem entender. Eu como uma mãe bem controladora que sou, tenho uma previdência que o objetivo é pagar a faculdade do meu filho, porém ela está no meu nome, com ele apenas sendo beneficiário. Em caso da minha falta, esse recurso será pago a ele, mas enquanto isso não acontece, eu administro essa reserva para o objetivo proposto", conta

Uma outra opção seria criar uma carteira de investimentos com títulos de renda fixa ou até outros ativos do mercado financeiro, como ações, e deixar a contratação de um plano a cargo do próprio filho no futuro, porém ela não recomenda.

"Se o objetivo for a busca pela aposentadoria do filho, o mais adequado é já contratar a previdência no nome dele, garantindo uma maior rentabilidade de investimento", finaliza Helen.

 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: