Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
BlueDica

Qual é a importância de contar com um seguro de vida no planejamento sucessório?

Instrumento é essencial para quem deseja garantir saúde financeira da sua família após sua morte

09 setembro 2021 - 15h50Por Redação SpaceMoney

Além da dor pela perda, o falecimento de um familiar quase sempre também traz insegurança com as finanças dos que ficam. Nesse momento difícil, a ausência de um planejamento financeiro complica ainda mais a delicada situação, podendo destruir anos dedicados ao trabalho e à construção de patrimônio.

Notícias de disputas judiciais entre herdeiros após a partida de algum ente é muito comum, e na maioria das vezes acabam desfazendo famílias. Fora isso, outro grande problema são os impostos da transmissão da herança, como o ITCMD (Imposto de Transmissão Causa Mortis ou Doação), que são custosos e podem levar grande parte do capital reunido.

É por conta disso que desenvolver um bom planejamento sucessório é a melhor saída para reduzir os impactos de uma situação imprevista e garantir a tranquilidade das pessoas que gostamos. E, segundo o superintendente de Gestão Patrimonial da Blue3, o seguro de vida é um dos principais instrumentos que devem fazer parte desse planejamento.

“O seguro precisa garantir aos herdeiros a liquidez necessária para custear todo o processo sucessório. Despesas com advogado, inventário e impostos precisam ser projetadas e planejadas. O processo sucessório na maioria das vezes é caro, complexo e demorado”, explica Rezende.

O que é planejamento sucessório?

É o procedimento jurídico no qual o patrimônio é devidamente destinado a cada um dos herdeiros com o titular ainda em vida, evitando conflitos na hora da divisão. Uma das ferramentas mais utilizadas para esse objetivo é o testamento, documento que permite citar os direitos que cada um terá sobre os bens deixados.

O planejamento sucessório é essencial para dar agilidade e reduzir os custos com os processos tradicionais de inventário. É nesse momento que entra a importância do seguro de vida.

A importância do seguro de vida nesse processo

O seguro de vida é um instrumento usado para proteger o patrimônio do segurado em caso de morte. Através dele, é possível garantir um valor predeterminado aos beneficiários, pagando uma fração dessa quantia em vida. O grande diferencial que torna o seguro indispensável para o planejamento sucessório é que ele não entra no inventário do segurado, pois se trata de um serviço contratado, não fazendo parte efetivamente de seu patrimônio. Assim, o procedimento de resgate é feito de forma ágil e descomplicada.

Outros fatores positivos são que o processo é imediato e não há cobrança de custos adicionais na hora do resgate do seguro, garantindo que a família conte com os recursos necessários para lidar com as despesas iniciais do processo de inventário.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: