Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Projeto remodelado

Petrobras (PETR4) confirma unidade de processamento gás no Rio para 2022, diz CEO

A ideia da iniciativa é explorar o potencial da infraestrutura do polo para atrair grandes indústrias, permitindo a criação de um complexo industrial

10 setembro 2021 - 13h38Por Reuters

Por Rodrigo Viga Gaier, da Reuters - A Petrobras confirmou cronograma para o início da operação da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Polo GasLub (antigo Comperj), em Itaboraí (RJ), em 2022, com um projeto que conta ainda com o gasoduto Rota 3 que trará o insumo do pré-sal, afirmou nesta sexta-feira o presidente da companhia estatal, Joaquim Silva e Luna.

O projeto da UPGN com o gasoduto prevê capacidade para escoar e processar diariamente 21 milhões de metros cúbicos de gás do pré-sal.

O executivo falou durante um evento para a assinatura de protocolo de intenções com o governo do Estado do Rio de Janeiro, no Palácio Guanabara, para cessão de áreas do GasLub.

A ideia da iniciativa é explorar o potencial da infraestrutura do polo para atrair grandes indústrias, permitindo a criação de um complexo industrial.

"O gás natural entregue pelo GasLub poderá ser utilizado pela indústria como matéria-prima ou para geração de energia e calor, o que faz deslumbrar o cenário promissor para atração de petroquímicas, siderúrgicas, usinas de fertilizantes..., entre tantas outras indústrias", disse Luna, durante discurso.

Também presente no evento, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que a expectativa é que a região do GasLub já receba novos investimentos industriais a partir do próximo ano.

Projeto remodelado

Originalmente, no projeto do Comperj, a Petrobras planejava construir uma refinaria e um complexo petroquímico. No entanto, o empreendimento foi paralisado após bilhões de dólares investidos e denúncias de corrupção.

A companhia ainda tentou retomar partes do planejamento, com a negociação de parcerias, mas não deu certo.

Agora, juntamente com o governo do Estado, a petroleira remodelou o projeto, utilizando como âncora o gás do pré-sal. O governo estuda inclusive oferecer benefícios fiscais para atrair as empresas.

O secretário de Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, Vinicius Farah, afirmou que há um potencial de investimentos de 15 bilhões de reais no GasLub e de criação de 11 mil empregos diretos.

"O GasLub resgata a região do Comperj... Tem uma empresa da Finlândia interessada do setor de fertilizantes, e temos informações do interesse da Gazprom (empresa de energia da Rússia) para explorar o gás junto com a Petrobras. As empresas esperavam a assinatura do convênio para avançar."

A Gazprom não pode ser imediatamente contatada para pedido de comentários.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: