segunda, 29 de novembro de 2021
Ibovespa

Seguindo viés externo, Ibovespa tem ganhos e dólar comercial cai

04 fevereiro 2020 - 12h51Por Redação SpaceMoney
O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava, às 12h49 desta terça-feira (04), com forte alta de 1,23%, aos 116.044,73 pontos. A redução dos temores de uma epidemia do coronavírus e o anúncio de que o Banco do Povo da China (PBoC, em inglês) injetou 500 bilhões de yuans na economia para conter as perdas de ontem (03) fizeram as bolsas pelo mundo ter alta generalizada. Já o dólar comercial operava em queda de 0,18%, cotado a R$ 4,241, no mesmo horário. À espera da reunião do Copom e de olho no exterior, em especial novas notícias sobre o coronavírus, a moeda dos EUA se desvaloriza. Veja os principais fatores que podem influenciar os marcadores na sessão de hoje:

Mercados internacionais

Hoje o Banco do Povo da China (PBoC) anunciou que injetarará 500 bilhões de yuans no sistema bancário do país. Com isso, as bolsas da Ásia fecharam em alta, os índices da Europa operam com ganhos e os futuros de Nova York apontam para uma abertura também positiva. 

Crise com coronavírus

O número de casos confirmados e mortes pela nova cepa (variedade) de coronavírus só aumenta. Até a última atualização, 435 pessoas morreram e mais de 20 mil já foram contaminadas, com a maioria dos casos ocorrendo na China. Além da China, 20 outros países também registraram casos da doença, e nenhum caso foi registrado na América Latina.Os investidores ainda avaliam as medidas de contenção do vírus.

Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia nesta terça-feira (04) sua primeira reunião de 2020 para decidir o futuro da taxa básica de juros. Na quarta-feira (05), será anunciada a decisão do comitê. A expectativa do mercado é de que o BC decida por uma nova redução da Selic, saindo de 4,5% para 4,25%, encerrando, assim, o ciclo de cortes na taxa de juros. Com a redução dos juros, o crédito é estimulado e isso reaquece a economia. Com isso, a inflação tende a aumentar. Por isso, o BC mantém a atenção no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), atualmente abaixo do centro da meta. No primeiro dia do encontro, são feitas apresentações técnicas sobre a evolução e as perspectivas das economias brasileira e mundial e o comportamento do mercado financeiro. No segundo dia, os membros do Copom analisam as possibilidades e definem a Selic.

Produção industrial

A produção industrial brasileira registrou queda de 0,7% em dezembro em relação mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (04). Comparado ao mesmo mês do ano anterior, a produção caiu 1,2 por cento. As expectativas dos economistas era uma queda de 0,5 por cento na variação mensal e de 0,8 por cento na base anual.

Boletim Focus

O Banco Central (BC) divulgou nesta segunda-feira (03) mais uma edição do Boletim Focus, que traz projeções do mercado para alguns indicadores da economia nacional. Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é uma prévia da inflação oficial, a expectativa para o final de 2020 caiu de 3,47% para 3,40%. Já a o mercado projeta que a Selic caia para 4,25% ao ano até o fim de 2020. Esse seria o último corte na taxa básica de juros, que só aumentaria até chegar, em 2021, a 6%. Por fim, a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 2,31% para 2,30% em 2020. As estimativas das instituições financeiras para os anos seguintes, 2021, 2022 e 2023 também continuam em 2,50%.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content