sexta, 03 de dezembro de 2021
Ouro

Ouro dispara acima de US$ 1.900 em meio a incerteza eleitoral dos EUA e Covid

03 novembro 2020 - 18h58Por Investing.com

Por Barani Krishnan, da Investing.com - O ouro subiu acima de US$ 1.900 a onça, em alta pelo terceiro dia consecutivo na terça-feira (3), com a eleição presidencial norte-americana se aproximando do fim em meio a preocupações com resultados atrasados ​​e possíveis desafios legais que acionaram uma corrida em direção ao metal porto-seguro.

O ouro negociado em Nova York para entrega em dezembro encerrou a sessão de terça-feira com alta de US$ 17,90, ou 1%, a US$ 1.910,40. O ativo ganhou 1,3% nas duas sessões anteriores.

O ouro à vista, que reflete as negociações em tempo real em ouro, subia US$ 12,13, ou 0,6%, para US$ 1.907,26 às 18h06 (horário de Brasília).

O republicano Donald Trump está buscando um segundo mandato na Casa Branca, enquanto o democrata Joe Biden espera se tornar o 46º presidente dos Estados Unidos em uma eleição que teve um comparecimento recorde, apesar da pandemia de coronavírus que infectou 9 milhões de americanos e matou mais de 230.000.

Um recorde de 100 milhões de americanos já havia votado na manhã de terça-feira, respondendo por mais de dois terços do total da eleição de 2016. Espera-se que os principais resultados sejam divulgados a partir das 22h.

O status do ouro de porto seguro foi sustentado pela incerteza sobre o resultado da votação, agravada pelo aparente desejo de Trump de contestar legalmente qualquer resultado desfavorável para ele. As pesquisas inicialmente tinham Biden liderando uma onda “azul” - ou democrata - nas eleições, embora as leituras revisadas mostrem que a distância entre ele e Trump diminuiu.

Biden acusa Trump de administrar mal o combate à Covid-19 e abandonar as precauções de segurança, incluindo o uso obrigatório de máscara, que poderia ter salvado inúmeras vidas da pandemia. Trump rebate que a economia americana seria destruída sob Biden, que quer aumentar os impostos dos mais ricos.

Uma outra razão para a alta do ouro: a expectativa de que quem quer que ganhe as eleições tentará e impulsionará um pacote de alívio financeiro urgentemente necessário para estimular a economia. O ouro é uma proteção contra problemas políticos e expansão fiscal, e muitos analistas esperam que o metal amarelo volte a patamares recordes acima de US$ 2.080 assim que a iniciativa de um novo estímulo for retomada.

Para contextualizar, os democratas, que controlam a Câmara, chegaram a um acordo em março com a administração Trump e os republicanos do Senado para aprovar um pacote do Coronavirus Aid, Relief and Economic Security (CARES). Esse pacote distribuiu cerca de US$ 3 trilhões em cheques de pagamento para trabalhadores, empréstimos e doações para empresas e outras ajudas pessoais para cidadãos e residentes qualificados.

Desde então, os dois lados estão em um impasse sobre um plano sucessivo de ajuda para o CARES. A disputa tem sido basicamente sobre o tamanho do próximo estímulo, já que milhares de americanos, principalmente no setor de companhias aéreas, correm o risco de perder seus empregos sem mais ajuda.

“Se as pesquisas derem certo, e parece que têm uma chance muito boa disso, o ouro deve disparar de volta acima do nível de US$ 2.000 nas próximas semanas, já que uma 'onda azul' trará um grande estímulo no primeiro semestre do próximo ano, enviando o dólar fortemente para baixo”, disse Ed Moya, analista da OANDA de Nova York, na terça-feira.

“Uma eleição contestada é um risco que não pode ser ignorado e continua a ver alguns fluxos de portos seguros. Após o rescaldo da eleição, o foco volta rapidamente para a Covid-19 e sua disseminação implacável, aumentando os riscos de alguns hospitais atingirem sua capacidade máxima. A Covid-19 mais uma vez poderia estimular a urgência necessária para que o Congresso viesse e entregasse ajuda aos governos estaduais e locais.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content