terça, 30 de novembro de 2021
Ibovespa

Ibovespa cai 4,2% e fecha abaixo dos 96 mil pontos; dólar tem alta, a R$ 5,75

28 outubro 2020 - 17h22Por Redação SpaceMoney


Ibovespa

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, encerrou o pregão desta quarta-feira (28) em forte queda. O desempenho refletiu as bolsas internacionais, impactadas pelos crescimentos nos casos de Covid-19 na Europa e nos EUA.

Ao final do sessão, as perdas foram de 4,25%, aos 95.398 pontos.

Com o menor apetite dos investidores ao risco, o dólar subiu, mesmo após intervenção do Banco Central (BC). A moeda norte-americana tinha valorização de 1,34%, cotada a R$ 5,757

Veja os fatores que influenciaram os mercados hoje:

Mercados internacionais

Ásia (encerrados)

  • Nikkei 225 (Jap): 0,29% ↓
  • Shangai Composite (Chi): 0,46% ↑

Europa (encerrados)

EUA (encerrados)

Coronavírus

As notícias de que a França considera impor novo lockdown afetaram o humor dos mercados hoje. Além disso, Angela Merkel, chanceler da Alemanha, busca acordo para fechar, em breve, todos os bares e restaurantes da Alemanha.

Copom

Termina hoje a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). Após o pregão, os investidores devem conhecer a nova taxa básica de juros. Apesar do consenso em torno da manutenção a 2% ao ano, é possível que, com a alta da inflação, o BC traga novos sinais em suas comunicações.

Balanços

Nomes de peso como Vale, Petrobras e Bradesco divulgam seus resultados para o terceiro trimestre hoje, após o fim do pregão. Cesp, EDP, Pão de Açúcar, Multiplan, Odontoprev e Tupy também publicam seus números após o fechamento de hoje.

Em Brasília

Após trégua, novos ruídos políticos pressionaram o desempenho dos ativos de risco durante o dia. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, criticou a base do governo pelo impasse na Comissão Mista de Orçamento. O deputado afirmou que só faz sentido votar o Orçamento depois da PEC Emergencial. Além disso, Maia afirmou esperar "mais interesse" do Executivo nas votações das reformas econômicas.

Veja como os índices brasileiros operaram hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content