Menu
Busca sexta, 17 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Destaques: payroll e juros futuros nos Estados Unidos

08 maio 2020 - 09h22Por Investing.com
Por Geoffrey Smith Investing.com - Hoje é dia de Payroll, e o governo dos EUA deve confirmar que a economia perdeu mais de 21 milhões de empregos no primeiro mês inteiro de medidas de isolamento social para combater o coronavírus.

O mercado está precificando expectativas de taxas de juros negativas do Fed no próximo ano, enquanto as equipes comerciais dos EUA e da China geraram um clima de humor positivo, mas avançaram pouco em um telefonema na sexta-feira.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na sexta-feira, 8 de maio.

1. O pior Payroll da história

O Escritório de Estatística do Trabalho apresentará o primeiro relatório mensal das folhas de pagamento não-agrícolas para mostrar o impacto total dos bloqueios impostos em resposta à pandemia de coronavírus.

Espera-se que a economia dos EUA tenha perdido cerca de 21 milhões de empregos não-agrícolas no mês até meados de abril, de acordo com analistas consultados pelo Investing.com. Os números serão divulgados, como de costume, às 09h30 (horário de Brasília).

A natureza esquisita da pandemia significa que o relatório apresentará números estranhos: analistas apontam que os ganhos médios podem aumentar, refletindo o fato de que as perdas de emprego foram concentradas entre os trabalhadores mais vulneráveis ​​e com salários mais baixos. Enquanto isso, a taxa de desemprego será especificada por quantas pessoas deixaram temporariamente a força de trabalho por nem mesmo procurar um novo emprego.

2. Negociadores comerciais de China e EUA reduzem um pouco as animosidades

Os negociadores comerciais dos EUA e da China se comprometeram a implementar o acordo de 'fase 1' celebrado entre os dois países em janeiro, colocando o medo de uma guerra comercial renovada em segundo plano - pelo menos por enquanto.

O presidente Donald Trump ameaçou abandonar o acordo no início desta semana se a China - cuja própria economia se contraiu acentuadamente devido à pandemia - falhar em comprar os volumes prometidos de mercadorias dos EUA.

Os dois países prometeram aprimorar a cooperação econômica e de saúde pública e criar um ambiente favorável para a implementação do acordo, disse a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

Nenhuma das duas economias está bem posicionada para absorver a reimposição de tarifas que sufocariam a atividade na China e elevariam os preços finais para os consumidores americanos.

3. Taxa de juros dos EUA negativa no ano que vem?
Os futuros de taxas de juros dos EUA agora sugerem que o mercado espera que o Fed reduza as taxas de juros abaixo de zero no ano que vem, refletindo a necessidade de níveis extraordinários de suporte monetário para uma economia que, segundo a maioria das previsões, deve estar recuperando até lá.
Os futuros de fundos do Fed eram negociados a 100,025 em Nova York na quinta-feira, indicando expectativas de uma taxa abaixo de zero. Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA a dois e a cinco anos atingiram novas mínimas históricas de 0,11% e 0,28%, respectivamente. O Índice Dólar caía 0,2%.
O colapso no rendimento do Tesouro e as expectativas de um longo período de política monetária global ultra-expansiva foram parcialmente responsáveis ​​por uma recuperação do (Bitcoin), que levou a criptomoeda de volta a US$ 10.000 pela primeira vez em três meses antes. O rali também foi apoiado por notícias de que o conhecido gestor de fundos de hedge Paul Tudor Jones havia se posicionado nos futuros do BTC, bem como pela desaceleração iminente na criação de novo bitcoin devido ao chamado 'halving' das recompensas por mineiros.
4. Ações devem abrir em alta
As ações dos EUA devem abrir em alta, em resposta às negociações comerciais entre os EUA e a China, que na verdade fizeram pouco além de gerar um sentimento positivo para o fim de semana.
As expectativas de mais estímulos levaram o Nasdaq Composite de volta a território positivo para o ano na quinta-feira, e o contrato futuro do Nasdaq 100 está indicando um ganho adicional de 0,97%. O contrato Dow Jones 30 Futuros e o contrato S&P 500 Futuros também estão em alta.
Os mercados europeus também foram estimulados pelas notícias da reaproximação, embora com redução nas negociações devida ao feriado no Reino Unido. O STOXX 600 subia 0,75%.
5. Ações da Uber disparam após Khosroshahi prometer mais cortes
As ações da Uber (NYSE:UBER) subiram acentuadamente nas negociações após o fim do pregão, depois que o CEO Dara Khosroshahi prometeu cortes adicionais nos custos este ano para conter perdas, enquanto assegurava aos investidores - mais uma vez - que a empresa apresentaria lucro operacional no próximo ano.
As perdas no primeiro trimestre aumentaram acentuadamente, para US$ 2,94 bilhões, enquanto a empresa registrava vários investimentos deficitários. O destaque do lançamento foi um aumento de 52% na receita do Uber Eats, embora não haja detalhes sobre se isso gera dinheiro.
Tanto a Uber como a Lyft (NASDAQ:LYFT)disseram ter visto recuperação saudável ​​nos volumes de passeio nas últimas duas semanas, à medida que os estados dos EUA reabriam gradualmente.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: