Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Destaques: desconfinamento em NY e leve queda no petróleo

22 junho 2020 - 09h02Por Investing.com

Por Geoffrey Smith 

Investing.com - A cidade que nunca dorme, mas que fechou para Covid-19, está reabrindo para os negócios. 

As notícias do cinturão do sol nos EUA são menos encorajadoras e o vírus continua a se espalhar rapidamente na América Latina. 

As ações devem abrir moderadamente em alta em um dia leve para notícias econômicas e corporativas, e a Apple (NASDAQ:AAPL) sediará sua Conferência Mundial de Desenvolvedores sob uma nova investigação antitruste. 

A fintech alemã Wirecard está lutando pela sobrevivência. 

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na segunda-feira, 22 de junho.

1. Nova York volta ao trabalho

Outros 300.000 residentes da cidade de Nova York voltarão ao trabalho na segunda-feira, quando a cidade entrar na fase 2 de sua reabertura após a batalha contra o coronavírus.

A nova fase de reabertura inclui lojas de varejo, salões de cabeleireiro, escritórios, imobiliárias, lojas de veículos, aluguel e arrendamento, administração de edifícios comerciais e aluguel de varejo, reparo e limpeza.

O prefeito Bill de Blasio permitiu que restaurantes usem calçadas ou vagas de estacionamento para refeições ao ar livre, em meio a evidências de que a transmissão viral é muito menor do lado de fora. Todos os estabelecimentos ainda devem seguir as regras de distanciamento social, com máscaras para funcionários e clientes quando estão a menos de um metro e meio de distância.

Nova York foi mais atingida do que qualquer outra parte dos EUA pela primeira onda do vírus, com cerca de um quarto das 120.000 mortes registradas até agora durante a pandemia.

2. Vírus recua em Pequim, avanços na América Latina e nos EUA

Nova York não é o único lugar que relaxa hoje suas regras de bloqueio. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, também deve anunciar novas medidas para reabrir a economia. Além disso, a capital chinesa Pequim registrou apenas sete novos casos de Covid-19 no domingo, sugerindo que sua reação robusta ao surto da semana passada teve efeitos positivos.

No entanto, o vírus não desapareceu. O Brasil ultrapassou a marca de 50.000 mortes no fim de semana, enquanto o México, que começou a reabrir sua economia na semana passada, registrou o segundo maior número diário de novos casos.

Nos EUA, os números de casos continuaram aumentando, com Califórnia, Flórida e Texas relatando mais de 4.000 novos casos no domingo.

Em seu primeiro comício de reeleição na sexta-feira, o presidente Donald Trump disse que havia pedido a seus assessores que diminuíssem a taxa de testes para o Covid-19, um comentário que seus assessores subsequentemente disseram ser uma “brincadeira”.

3. Ações devem abrir em alta

As ações dos EUA devem abrir em alta, com a reabertura dominando os temores da segunda onda que empurraram os principais índices para baixo na sexta-feira.

Às 8h37 (horário de Brasília), o contrato Dow Jones 30 Futuros subia 126 pontos, ou 0,5%, enquanto os contratos futuros de S&P 500 e Nasdaq também subiam.

De interesse no final do dia será a Conferência Mundial de Desenvolvedores da Apple, em que a empresa deve confirmar uma mudança para fabricar seus próprios chips para a próxima geração de computadores Mac. Espera-se que a reunião seja ofuscada por uma disputa com os desenvolvedores de aplicativos sobre os termos de acesso à sua App Store.

A União Europeia abriu na semana passada uma investigação antitruste sobre possível abuso de uma posição dominante no mercado. No entanto, isso não impediu que as ações atingissem novas máximas de todos os tempos.

4. Wirecard luta pela sobrevivência

Uma das mais brilhantes esperanças tecnológicas da Europa estava lutando pela sobrevivência na segunda-feira, após novas divulgações sobre fraudes contábeis na empresa no fim de semana.

A empresa alemã de pagamentos Wirecard disse que cerca de US$ 2,1 bilhões em dinheiro que ela alegava ter em seu balanço patrimonial em contas fiduciárias nas Filipinas provavelmente nunca existiram.

O governador do banco central das Filipinas disse no fim de semana que os fundos nunca haviam entrado no sistema de pagamentos do país.

A empresa retirou suas demonstrações financeiras do último ano e alertou que também pode ter que fazer o mesmo para os anos anteriores. A empresa ainda está tentando convencer os credores a não rescindir cerca de US$ 2 bilhões em empréstimos, algo que provavelmente levaria à insolvência.

5. Petróleo consolida à medida que a contagem de plataformas atinge nova mínima

Os preços do petróleo nos EUA se consolidaram logo abaixo do nível de US$ 40, se estabilizando após o rali da semana passada em meio à preocupação persistente de que uma segunda onda de infecções por coronavírus pudesse prejudicar a recuperação da demanda por petróleo.

Às 8h37, os contratos futuros de petróleo dos EUA caíam 0,7%, para US$ 39,56 por barril, enquanto a referência global Brent caía 0,6%, para US$ 41,92 por barril.

Na sexta-feira, a empresa de serviços de campo petrolífero Baker Hughes havia dito que o número de plataformas de petróleo ativas nos EUA caiu para o menor nível em 11 anos, fortalecendo as percepções de um limite para a produção do país no curto prazo.

Em outros lugares na segunda-feira, houve novos indícios de excesso de oferta, já que a Índia - um dos maiores importadores do mundo - disse que encheu sua reserva estratégica de petróleo.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: