Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Eneva Petrobras

Após perder AES Tietê, Eneva mira atenções para ativos da Petrobras, diz jornal

13 agosto 2020 - 10h28Por Investing.com
Por Gabriel Codas - Investing.com - Depois do revés na sua estratégia para a compra da geradora renovável AES Tietê, a Eneva (SA:ENEV3) deve agora concentrar seus esforços para a compra de ativos que foram colocados à venda pela Petrobras (SA:PETR4). A companhia se habilitou para participar do processo de venda da fatia da estatal no Polo Urucu, na Bacia do Solimões (AM). As informações são do Valor desta quinta-feira. O diretor financeiro da Eneva, Marcelo Habibe, disse em teleconferência que a companhia está atenta a todos as oportunidades, não só da Petrobras. No entanto, ele destacou que ainda é cedo para falar, reforçando o interesse pelo crescimento que gere valor. A empresa atua na geração termelétrica e está na disputa por dois processos abertos pela Petrobras. Um deles é o do Polo Urucu (AM), que compreende sete concessões de produção de petróleo e gás natural (Araracanga, Arara Azul (SA:AZUL4), Carapanaúba, Cupiúba, Leste do Urucu, Rio Urucu e Sudoeste de Urucu). A Eneva já está instalada no Amazonas, onde explora o Campo de Azulão, adquirido da Petrobras em 2017, e desenvolve o projeto integrado “Azulão-Jaguaritica”. O gás produzido, tratado e liquefeito em Silves (AM) será transportado, via caminhões, para Boa Vista (RR), onde a companhia está construindo a usina termelétrica Jaguatirica II. O empreendimento receberá cerca de R$ 1,9 bilhão em investimentos, e o início da entrega da energia está prevista para 2021. Além de Urucu, a companhia se habilitou para disputar o arrendamento do terminal de gás natural liquefeito (GNL) da Petrobras, na Bahia. A licitação da unidade de regaseificação, marcada para o fim de setembro, atraiu o interesse de dez grupos, nacionais e internacionais.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: