Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Balanço Americanas Natura Sanepar

Americanas, Natura, Yduqs e Sanepar divulgam balanço após o fechamento

07 maio 2020 - 16h44Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Nesta quinta-feira, depois do fechamento dos mercados, será a vez de empresas como B2W (SA:BTOW3), Lojas Americanas (SA:LAME4), Natura (SA:NTCO3), YDUQS (SA:YDUQ3), Qualicorp (SA:QUAL3), Light (SA:LIGT3) e Sanepar (SA:SAPR11) divulgarem os números do balanço dos três primeiros meses do ano. De forma geral, os números não devem ter grandes impactos por conta da pandemia do coronavírus, com o desempenho do segundo trimestre trazendo isso de forma mais clara. Confira o consenso de mercado e as expectativas do BTG Pactual (SA:BPAC11) e da XP Investimentos. B2W O consenso de mercado aponta que a varejista de e-commerce deverá encerrar o período dom prejuízo líquido de R$ 0,12, sendo que um ano atrás as perdas foram de R$ 0,30, diante de estimativa de resultado negativo de R$ 0,23. Entre outubro e dezembro de 2019, o resultado foi de lucro de R$ 0,11 por ação, acima dos R$ 0,01 esperados. Para as receitas, a mediana dos analistas aponta para um total de R$ 1,55 bilhão nos três primeiros medes do ano, sendo que um ano antes foi de R$ 1,28 bilhão, diante de estimativa de R$ 1,4 bilhão. No período que fechou 2019, o faturamento foi de R$ 2,33 bilhões, ante expectativa de 2,27 bilhões. A XP Investimentos espera um resultado positivo, com a empresa tendo mantido um forte ritmo de vendas totais (GMV) no trimestre. Eles projetam um crescimento de +29% A/A, em linha com o resultado apresentado no segundo semestre de 2019. Com isso, a equipe estima que as vendas líquidas tenham crescido +15,9% (contra +12,2% no 4T19), com uma expansão de margem EBITDA de +0,7p.p A/A, atingindo 7,2%. Por fim, a aposta é de um prejuízo de R$ 80 milhões no 1T20, uma melhora em relação ao prejuízo de R$ 139 milhões reportado no mesmo trimestre do ano anterior. O BTG Pactual tem recomendação de compra para a companhia e trabalha com expectativa de perdas de R$ 93 milhões e receitas de R$ 1,677 bilhão. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 117 milhões e margem em 7%. Lojas Americanas A rede de lojas deve, pela mediana do mercado, fechar o primeiro trimestre com lucro líquido por ação de R$ 0,02, sendo que um ano antes o resultado foi negativo de R$ 0,03, contra estimativa de perdas de R$ 0,06. Já no fechamento do ano passado, o trimestre registrou lucro de R$ 0,24, acima dos R$ 0,23 esperados. No caso da receita líquida, o consenso de mercado indica um total de R$ 3,45 bilhões, contra os R$ 3,55 bilhões de um ano atrás. Já entre outubro e dezembro, foi de R$ 4,43 bilhões, abaixo dos R$ 5,31 bilhões estimados. Os analistas da XP esperam um resultado neutro, negativamente impactado pelo período de quarentena relacionado ao COVID-19, especialmente durante as duas últimas semanas de março, mas com a companhia tendo fechado apenas 200 das suas ~1700 lojas. A equipe espera que as vendas da empresa tenham crescido +3,6% a/a, e permanecido estáveis no conceito mesmas lojas (vs. +6,5% no segundo semestre de 2019). Também esperam um progresso importante em relação às iniciativas de multicanalidade (“ship from store” e “pegue na loja hoje”), com uma maior integração com o e-commerce (B2W) em grande parte das lojas da companhia. Por fim, a corretora projeta um crescimento de EBITDA de +3,9% A/A, com margem estável na comparação anual, e um crescimento de lucro de +12,7% A/A, atingindo R$ 35 milhões no 1T20. O BTG Pactual tem recomendação de compra para a companhia e trabalha com expectativa de prejuízo de R$ 1 milhão e receitas de R$ 2,608 bilhões. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 531 milhões e margem em 20%. Natura O consenso de mercado aponta que a empresa de cosméticos deverá encerrar o período com lucro líquido de R$ 0,07 por ação, sendo que um ano atrás os ganhos foram de R$ 0,03, diante de estimativa de resultado de R$ 0,15. Entre outubro e dezembro de 2019, o resultado foi de lucro de R$ 0,41 por ação. Para as receitas, a mediana dos analistas aponta para um total de R$ 7,35 bilhões nos três primeiros medes do ano, sendo que um ano antes foi de R$ 2,92 bilhões, diante de estimativa de R$ 2,87 bilhões. No período que fechou 2019, o faturamento foi de R$ 4,47 bilhões, ante expectativa de R$ 4,84 bilhões. O BTG Pactual tem recomendação neutra para a companhia e trabalha com expectativa de perdas de R$ 32 milhões e receitas de R$ 7,496 bilhões. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 503 milhões e margem em 7%. Yduqs O grupo educacional deve, pela mediana do mercado, fechar o primeiro trimestre com lucro líquido por ação de R$ 0,80, sendo que um ano antes o resultado foi também de R$ 0,80, contra estimativa de ganhos de R$ 0,79. Já no fechamento do ano passado, o trimestre registrou lucro de R$ 0,49, abaixo dos R$ 0,50 esperados. No caso da receita líquida, o consenso de mercado indica um total de R$ 1 bilhão, contra os R$ 932,81 milhões de um ano atrás. Já entre outubro e dezembro, foi de R$ 846,7 milhões, acima dos R$ 843,9 milhões estimados. O BTG Pactual tem recomendação neutra para a companhia e trabalha com expectativa de lucro de R$ 259 milhões e receitas de R$ 1,025 bilhão. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 410 milhões e margem em 40%. Qualicorp O consenso de mercado aponta que gestora de planos de saúdes deverá encerrar o período com lucro líquido de R$ 0,51 por ação, sendo que um ano atrás os ganhos foram de R$ 0,49, diante de estimativa de resultado de R$ 0,0,48. Entre outubro e dezembro de 2019, o resultado foi de lucro de R$ 0,25 por ação. Para as receitas, a mediana dos analistas aponta para um total de R$ 498,2 milhões nos três primeiros medes do ano, sendo que um ano antes foi de R$ 521,2 milhões, diante de estimativa de R$ 469 milhões. No período que fechou 2019, o faturamento foi de R$ 521,2 milhões, ante expectativa de R$ 514,87 milhões. O BTG Pactual tem recomendação neutra para a companhia e trabalha com expectativa de lucro de R$ 150 milhões e receitas de R$ 494 milhões. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 264 milhões e margem em 53%. Light A elétrica deve, pela mediana do mercado, fechar o primeiro trimestre com lucro líquido por ação de R$ 0,43, sendo que um ano antes o resultado foi também de R$ 0,81, contra estimativa de ganhos de R$ 0,81. Já no fechamento do ano passado, o trimestre registrou lucro de R$ 0,27, acima das perdas de R$ 0,01 esperadas. No caso da receita líquida, o consenso de mercado indica um total de R$ 3,16 bilhões, contra os R$ 3,26 bilhões de um ano atrás. Já entre outubro e dezembro, foi de R$ 2,97 bilhões, em linha com os R$ 2,97 bilhões estimados. O BTG Pactual tem recomendação neutra para a companhia e trabalha com expectativa de lucro de R$ 141 milhões e receitas de R$ 3,160 bilhões. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 447 milhões e margem em 14%. Sanepar O consenso de mercado aponta que estatal paranaense deverá encerrar o período com lucro líquido de R$ 0,73 por ação, sendo que um ano atrás os ganhos foram de R$ 1,84, diante de estimativa de resultado de R$ 1,84. Entre outubro e dezembro de 2019, o resultado foi de lucro de R$ 0,77 por ação. Para as receitas, a mediana dos analistas aponta para um total de R$ 1,21 bilhão nos três primeiros medes do ano, sendo que um ano antes foi de R$ 1,1 bilhão, diante de estimativa de R$ 1,11 bilhão. No período que fechou 2019, o faturamento foi de R$ 1,34 bilhão, ante expectativa de R$ 1,166 bilhão. A equipe de analistas da XP Investimentos estima resultados fortes para a Sanepar no 1T20 como reflexo de notícias referentes a um maior consumo per capita de água por questões de higiene em meio à pandemia do coronavírus, sendo tal efeito parcialmente compensado por pela expectativa de aumento de provisões para inadimplência. O BTG Pactual tem recomendação neutra para a companhia e trabalha com expectativa de lucro de R$ 296 milhões e receitas de R$ 1,298 bilhão. Assim, o Ebitda do período deverá ser de R$ 565 milhões e margem em 44%.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: