Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Mineradora

BTG: acordo de Brumadinho não deve comprometer distribuição de dividendos da Vale

04 fevereiro 2021 - 17h05Por Redação SpaceMoney

Em relatório divulgado nesta quinta-feira (4), o banco BTG Pactual afirma que o acordo, anunciado hoje, entre Vale e o governo de Minas Gerais, que prevê uma indenização de mais de R$ 37 bilhões a ser paga pela mineradora por causa do desastre ambiental em Brumadinho, não deve afetar significativamente a distribuição de dividendos da companhia em 2021. 

O BTG mantém, portanto, sua estimativa de pagamento de US$ 10 bilhões em dividendos pela Vale em 2021 – o que corresponderia a um dividend yield de 11% –, apesar do ônus de aproximadamente R$ 20 bilhões no Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) do quarto trimestre de 2020 da empresa em decorrência da provisão de recursos para o acordo de Brumadinho. 

Segundo cálculo do BTG, os dividendos mínimos esperados para o dia 21 de abril devem ficar em torno de US$ 2,9 bilhões – ou 3,2% de dividend yield semestral. O documento aponta que isso representaria redução de 1,3% em relação ao dividend yield mínimo semestral de 4,5% previsto antes do acordo. Mas o banco enxerga “espaço de manobra” para que a Vale compense essa queda com dividendos extraordinários. 


Empiricus: Analista Criminal revela como adquirir imóveis por uma fração do valor

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: