Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Transação digital

ARTIGO - É seguro fazer uma transferência no WhatsApp?

"Com a tokenização, podemos dizer que a resposta para essa pergunta tende a ser positiva", diz o diretor de Soluções da Visa no Brasil

07 maio 2021 - 10h53Por Redação SpaceMoney

Por Leandro Garcia*

Graças à tokenização, tecnologia padrão de mercado que diminui a vulnerabilidade dos dados em transações digitais, podemos dizer que a resposta para essa pergunta tende a ser positiva.

Com a tokenização, substituímos o número do cartão por um token - dado criptografado habilitado exclusivamente para aquele e-commerce ou dispositivo conectado que integra a "internet das coisas", seja um portal de compra recorrente ou uma assinatura de serviço de streaming. Pensando nessa inovação, criamos o Visa Cloud Token, que busca um fluxo seguro de transferência de dinheiro com o reconhecimento do portador em tempo real, com a menor fricção possível aos usuários de cartões Visa.

O cloud token traz ao banco ou emissor do cartão uma indicação ainda mais robusta sobre quem está realizando a operação. Como?

Assim que chega a solicitação para criptografar e proteger os dígitos reais do cartão, a Visa não só gera essa nova credencial exclusiva, mas também repassa dados do dispositivo usado na operação - seja ele um celular, tablet ou computador - para que o emissor do cartão possa analisar se aquela solicitação realmente partiu do dono da credencial e, se achar necessário, realizar a autenticação do portador do cartão.

O parceiro possui um relacionamento bastante estreito com seu cliente e contribui para a identificação deste usuário ao receber informações do dispositivo utilizado. É ele quem vai conseguir avaliar o risco e dosar o nível de segurança necessário para essa confirmação.

Uma das possibilidades é verificar se esse é o mesmo dispositivo usado para as transações bancárias ou nunca foi cadastrado. A própria biometria do aparelho ou senha usadas podem ser ferramentas para esse reconhecimento. Ou seja, temos uma nova camada de proteção que, para além de gerar os tokens do pagamento virtual recorrente, será capaz de contribuir para a melhor identificação da autenticidade do consumidor.

A inovação faz parte do sistema de segurança que será utilizado também nos pagamentos no WhatsApp e vem para acompanhar a revolução que a tokenização já trouxe para o e-commerce. Antes dela, em um mundo ainda não totalmente tokenizado - e que ainda vivemos, pois não são todos os sites e aplicativos que já a adotam - o que acontecia era que, o mesmo número do cartão ainda era armazenado em dezenas de lojas e assinaturas de serviços virtuais.

Guardada dessa forma, a credencial comprometeria todos os cadastros ao mesmo tempo caso ocorresse qualquer problema, como fraude ou vazamento de dados, por exemplo. E caso precisasse ser cancelada, seria preciso inserir essa nova credencial de site em site, trocando os dados. A tokenização veio justamente para endereçar essa questão. Os e-commerces e apps que já fazem uso desta tecnologia adotam o token, que é definido por criptografia e traz outros 16 dígitos que equivalem ao número original do cartão sem revelá-lo.

Em cada lugar virtual que for necessário armazenar o cartão, será gerado um token diferente. O mesmo acontece quando você insere sua credencial na sua carteira digital do celular ou no WhatsApp. Essa passou a ser a tendência para todo o universo de compras digitais. Habilitamos o serviço de streaming de músicas, de filmes, a carteira de aplicativos do celular... Cada um com o seu token exclusivo.

E os benefícios são percebidos no ecossistema como um todo: oferece ainda mais clareza ao e-commerce, que passa a ter maior segurança de que aquele pagamento foi feito pelo cliente, e o usuário tem sua credencial transitando pelo ambiente virtual de forma mais segura. Estamos falando de uma quebra total de paradigmas em que desmembramos o mercado, permitindo para cada local e cada consumidor uma credencial exclusiva usada apenas pelo dono.

A evolução da segurança digital por meio da inovação tecnológica é uma das nossas principais missões em um mundo de pagamentos cada vez mais regido pelas transações virtuais. Precisamos ter sempre uma relação de confiança, com o menor fator de risco possível entre todas as partes envolvidas, e damos largos passos rumo à modernização do e-commerce e da Internet das Coisas.

Com o aperfeiçoamento das ferramentas digitais para promover a nova geração de transferência de dinheiro em tempo real, encontramos novas formas de lidar com o dinheiro. O pagamento no WhatsApp é uma delas. A novidade vem com respaldo do Visa Cloud Token, buscando transações mais seguras, com melhor conversão, menor risco de fraude e menor fricção com o usuário. Assim, nós demonstramos nosso compromisso de conectar o mundo por meio de uma rede de pagamentos digitais inovadora e segura.

*Leandro Garcia é diretor de Soluções da Visa no Brasil.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: