terça, 17 de maio de 2022
Finanças para jovensCOLUNA

Finanças para jovens

Larissa Brioso

Educadora Financeira na Mobills

Como juntar dinheiro mesmo ganhando pouco

Para conquistar objetivos de curto, médio ou longo prazo, é preciso aprender como economizar dinheiro e investir a quantia poupada visando uma melhor saúde das finanças

19 março 2021 - 10h34
Como juntar dinheiro mesmo ganhando pouco

A organização financeira deve ser cultivada desde a juventude para que consigamos ter uma vida mais tranquila, garantindo nosso bem-estar até mesmo na aposentadoria. Sendo assim, para conquistar objetivos de curto, médio ou longo prazo, é preciso aprender como economizar dinheiro e investir a quantia poupada visando uma melhor saúde das finanças.

Mas como fazer isso? É possível juntar dinheiro mesmo ganhando pouco? Essa é uma pergunta bastante comum, principalmente entre pessoas que acabaram de começar a vida profissional e estão iniciando o controle do dinheiro ou mesmo passando por dificuldades financeiras. 

Pensando nisso, abaixo estão elencadas algumas dicas que podem ser bastante eficazes se colocadas em prática no seu dia a dia.

1. Defina um prazo de conclusão

Por que juntar dinheiro? Quanto? Para quê? Em quanto tempo? Como?

Para que não se desvie desse objetivo de juntar dinheiro, é importante entender o motivo que te faz querer ou precisar fazer isso.  Além disso, uma das principais características de um objetivo ou meta se dá em determinar um prazo de conclusão. Portanto, defina uma data para juntar a quantia desejada. 

É bastante útil também dividir seu objetivo principal em metas menores ou mesmo dividi-lo em objetivos ainda mais específicos. Assim, fica mais fácil gerenciar e destinar a quantia poupada para a conclusão de cada um deles.

2. Registre todo o dinheiro que entra ou sai da sua conta

Para começar a juntar dinheiro, uma das primeiras coisas que você precisa fazer é ter controle da sua vida financeira. Para isso, é fundamental entender quanto você ganha e quanto gasta. 

Então, utilize uma ferramenta de gestão financeira, como planilha de gastos ou aplicativos, para fazer o acompanhamento da entrada e saída do seu dinheiro. Não importa se foi um chocolate ou uma conta paga com o cartão de crédito, registre tudo, cada centavo!

Vale lembrar de registrar esses gastos na hora da compra para não correr o risco de esquecer nada.

3. Corte os gastos desnecessários

Depois que você já organizou todos os seus gastos, é chegada a hora de reduzir ou cortar as despesas desnecessárias. Mas lembre-se: gastos com educação, saúde e segurança são importantes investimentos pessoais e não devem ser cortados. Mas podem ser reduzidos, se possível.

Por outro lado, você pode acabar, por exemplo, com aqueles pedidos de delivery no meio da semana, a TV a cabo de 100 canais que ninguém assiste e as compras por impulso na internet.

Sendo assim, veja o que realmente é importante na sua rotina financeira. Corte os excessos e, sem dúvidas, você vai sentir a diferença no final do mês. Seu bolso vai agradecer.

4. Caiu, pagou!

Seu salário caiu? Não perca tempo e pague as contas imediatamente! Assim você não corre o risco de esquecer a data do vencimento. Porque ninguém merece ser obrigado a lidar com multas e altas taxas de juros do cartão de crédito, concorda?

Além disso, um pagador com bom nome na praça terá mais facilidades para conseguir crédito e ganhar a confiança das pessoas.

Outra vantagem que você vai ter ao pagar as contas em dia é aumentar seu Score de Crédito, uma pontuação que varia de 0 a 1.000 e indica a probabilidade dos consumidores pagarem as suas dívidas! Então não esquece: Caiu? Pagou!

5. Diversifique sua fonte de renda

Depender de apenas uma fonte de renda pode ser um fator agravante para quem quer juntar dinheiro. 

Por isso, reflita! No que você é bom? Sabe cozinhar? Aproveite para vender alguns lanches ou doces por encomenda. É muito bom em alguma disciplina do ensino médio? Dê aulas de reforço online. Tem um dinheirinho sobrando? Comece a investir. As possibilidades são inúmeras e como diz o ditado: o céu é o limite!

E quem sabe essa pode ser a sua oportunidade de começar um negócio lucrativo que vai mudar sua vida.

6. Mantenha a disciplina

É fundamental tirar as ideias do papel porque a teoria só faz sentido se for colocada na vida real, no dia a dia.

A partir de hoje, tome o controle das suas finanças e saiba para onde está indo o seu suado dinheiro. Com toda a certeza você vai sentir os resultados, pois com disciplina, dedicação e autoconhecimento a gente chega lá!

A opinião e as informações contidas neste artigo são responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a visão da SpaceMoney.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content