Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Prévia

Internacional: fique por dentro das principais notícias dos mercados desta segunda-feira (4)

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros hoje

04 outubro 2021 - 09h05Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - No Brasil, há a repercussão do "Pandora Papers", que divulgou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, possuem empresas offshore.

A OPEP se reúne com a Rússia enquanto o mundo clama por mais energia - embora seja improvável que organização acelere seus planos de aumentar a produção, de acordo com relatórios.

A China China Evergrande Group (HK:3333) (OTC:EGRNY) ainda sangra após mil cortes.

Nos Estados Unidos, as ações devem abrir em baixa, mas as ações da Merck & Company Inc (NYSE:MRK) (SA:MRCK34) ainda estão fortes após as notícias otimistas sobre sua pílula Covid-19.

E os legisladores democratas começam a se aproximar de um acordo sobre as principais despesas.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na segunda-feira, 4 de outubro:

1. Pandora Papers no Brasil

O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) revelou que mais de 330 personalidades internacionais possuem empresas offshore, fora de seu domicílio fiscal e abertas em paraísos fiscais.

Entre as pessoas citadas estão o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Ter recursos offshore ou em conta no exterior não é ilegal, desde que isso seja declarado à Receita Federal e ao BC - algo que os dois afirmam ter feito.

Segundo o ICIJ, Guedes e Campos Neto tinham empresas offshore mantidas depois de integrarem o governo.

Campos Neto teria fechado uma empresa 15 meses após assumir o BC. Guedes, por outro lado, ainda mantém a sua ativa, mas afirma que não participa da gestão ou faz investimentos com recursos das empresas.

Parlamentares da oposição disseram que vão acionar o Ministério Público Federal para investigar as revelações e avaliar possíveis conflitos de interesses.

Eles também pretendem convocar Guedes e Campos Neto para darem explicações na Câmara dos Deputados.

De acordo com o artigo 5 do Código de Conduta da Alta Administração Federal, é proibido "investimento em bens cujo valor ou cotação possa ser afetado por decisão ou política governamental a respeito da qual a autoridade pública tenha informações privilegiadas".

2. Encontro da OPEP+

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo se reúne com aliados-chave, liderados pela Rússia, para revisar sua política de produção para novembro, um evento que pode muito bem destacar que os maiores problemas de energia do mundo no momento não são, pela primeira vez, realmente movidos pelo petróleo.

Fontes citadas pela Reuters sugeriram que o bloco manterá a sua taxa de aumento atual da produção, mas não irá além disso porque espera que o déficit atual do mercado (de mais de 1 milhão de barris por dia) oscile de volta a um superávit no início do próximo ano.

O bloco tem aumentado a produção em incrementos de 400.000 barris por dia no início de cada mês até que os cortes emergenciais na produção de 2020 tenham sido totalmente revertidos.

Os futuros do petróleo bruto subiram no fim de semana, mais preocupados com o atual aperto. Brent subiu 0,2% para $ 79,74 o barril.

3. A morte de Evergrande

O grupo imobiliário problemático China Evergrande se aproximou de outro negócio para levantar dinheiro enquanto luta com um calendário pesado de pagamentos de dívidas.

A negociação das ações da Evergrande foi suspensa em Hong Kong enquanto se aguarda um anúncio, depois que uma fonte da mídia local disse que a empresa se prepara para vender uma participação de 51% em sua unidade de serviços imobiliários de geração de caixa para a rival Hopson (HK:0754).

No entanto, não havia clareza sobre a estrutura ou preço do negócio, nem se isso liberaria algum dinheiro especificamente para pagar os detentores de títulos.

Evergrande tem US$ 260 milhões com vencimento na segunda-feira (4) e parece improvável de cumprir a obrigação, visto que ainda não pagou totalmente os juros de dois títulos que venciam nas últimas semanas.

Os mercados do continente asiático estão fechados esta semana para o feriado da semana nacional.

4. Ações devem abrir em baixa; rally da Merck continua

Os mercados de ações dos EUA devem abrir em baixa na segunda-feira (4), e devem sugerir que a alta de sexta-feira que se seguiu às notícias encorajadoras da Merck em sua pílula antiviral experimental para o tratamento de Covid-19 foi amplamente vendida no final do que ainda foi uma semana de baixa para os três índices principais.

Às 08:42, os futuros do Down Jones recuavam 0,32%, enquanto os do S&P 500 caíam 0,41% e os da Nasdaq 110 se desvalorizavam 0,57%.

As ações da Merck continuaram a ganhar no pré-mercado, no entanto, com acréscimo de 3,4% ao aumento de 8,4% de sexta-feira.

Também nos holofotes mais tarde - embora por razões menos positivas - estará a 3M, que recebeu sua maior demanda de compensação por protetores de ouvido de combate defeituosos na sexta-feira.

Os dados de pedidos de fábrica para agosto lideram um calendário de dados limitado.

5. Os democratas começam a se aproximar de um compromisso na conta de gastos

A ala da esquerda do Partido Democrata começou a recuar em suas demandas por uma expansão de dez anos da rede de segurança social e transição energética de US$ 3,5 trilhões após uma semana de aparência caótica em Washington.

O senador Bernie Sanders disse no fim de semana que estava preparado "para aceitar que terá que ser dado e recebido" sobre o projeto, depois que o senador Joe Manchin, mais moderado, se recusou a ceder em seu máximo de US$ 1,5 trilhão.

Krysten Sinema, um colega moderada, também disse que não apoiará o projeto de lei conforme redigido.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, ainda pretende vincular a conta de gastos ao pacote de infraestrutura de US $ 1,2 trilhão que conta com um certo grau de apoio bipartidário.

O presidente Joe Biden efetivamente aceitou no fim de semana passado que um acordo sobre suas políticas econômicas de assinatura precisaria de mais tempo para se cristalizar.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: